Porto Alegre, quarta-feira, 01 de setembro de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 01 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Turismo

- Publicada em 08h44min, 01/09/2021. Atualizada em 09h00min, 01/09/2021.

Portugal volta a autorizar a entrada de turistas brasileiros

A decisão foi publicada no Diário da República e entra em vigor já nesta quarta-feira (1º)

A decisão foi publicada no Diário da República e entra em vigor já nesta quarta-feira (1º)


CARLOS COSTA/AFP/JC
A entrada de turistas brasileiros em Portugal, que estava proibida desde março de 2020, voltou a ser autorizada.
A entrada de turistas brasileiros em Portugal, que estava proibida desde março de 2020, voltou a ser autorizada.
A decisão foi publicada no Diário da República e entra em vigor já nesta quarta-feira (1º). O documento tem validade até 16 de setembro, "podendo ser revisto em qualquer altura, em função da evolução da situação epidemiológica".
O despacho atual revoga a decisão anterior do governo, que havia prorrogado a proibição de viagens não essenciais a partir do Brasil até o fim de setembro.
Apesar do impacto da medida, até o fim da manhã (hora local), o governo luso ainda não se pronunciou ou deu mais detalhes sobre a mudança.
O despacho que libera as viagens não faz referência a uma eventual obrigatoriedade de vacinação para os viajantes.
Pelas regras em vigor nos últimos meses, quem viaja do Brasil para Portugal precisa apresentar um teste negativo para a Covid-19 antes do embarque. O viajante também precisa cumprir uma quarentena obrigatória de 14 dias após a chegada ao território português.
Pessoas vacinadas contra a Covid-19 na Europa e com o documento sanitário europeu válido estão dispensadas da quarentena.
Os governos de Portugal e Brasil estão trabalhando em um acordo para o reconhecimento de vacinas que deve acabar com o confinamento para os totalmente imunizados.
/Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário