Porto Alegre, terça-feira, 20 de julho de 2021.
Dia do Amigo.
Porto Alegre,
terça-feira, 20 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Logística

- Publicada em 15h50min, 20/07/2021.

Contrato de concessão da Ponte São Borja - Santo Tomé é renovado por até dois anos

Cerca de 15% de todo o comércio internacional entre o Brasil e a Argentina passam pelo local

Cerca de 15% de todo o comércio internacional entre o Brasil e a Argentina passam pelo local


PREFEITURA DE SÃO BORJA/DIVULGAÇÃO/CIDADES
O acordo para a prorrogação do contrato de concessão da Ponte Internacional São Borja – Santo Tomé foi assinado nesta segunda-feira (19), no Rio de Janeiro, pelos ministros da Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França, e da Argentina, Felipe Carlos Solá.
O acordo para a prorrogação do contrato de concessão da Ponte Internacional São Borja – Santo Tomé foi assinado nesta segunda-feira (19), no Rio de Janeiro, pelos ministros da Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França, e da Argentina, Felipe Carlos Solá.
O contrato de concessão da ponte entre São Borja e Santo Tomé e do respectivo Centro Unificado de Fronteira (local onde é feito o desembaraço aduaneiro de importações e exportações de forma integrada pelas autoridades brasileiras e argentinas) vencerá no próximo dia 29 de agosto. A ponte foi construída por consórcio privado, como parte de contrato de concessão de 25 anos.
Por meio do acordo assinado hoje, Brasil e Argentina instruem a Comissão Mista formada por representantes de ambos os governos a negociar, com o consórcio, a prorrogação do contrato de concessão da Ponte Internacional São Borja – Santo Tomé e do respectivo Centro Unificado de Fronteira (CUF) por período adicional de 365 dias, renováveis por até outros 365 dias. Uma vez negociado, o contrato deverá ser homologado internamente pelos dois países.
Pelo CUF, passam cerca de 15% de todo o comércio internacional entre o Brasil e a Argentina. Esse ponto de fronteira tem sido a escolha prioritária para a exportação, por via rodoviária, de produtos brasileiros de maior valor agregado. A prorrogação do acordo garante a continuidade e a regularidade das operações de comércio exterior, incluindo fluxos de mercadorias, meios de transporte e pessoas.
Conforme o acordo, a Comissão Mista Brasileiro-Argentina para a Ponte São Borja – Santo Tomé deverá ainda propor estratégias e procedimentos para a continuidade das atividades no período posterior à prorrogação. Dessa forma, assegura-se uma transição ordenada para o futuro modelo de administração da ponte e do CUF que Brasil e Argentina venham a acordar.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário