Porto Alegre, terça-feira, 20 de julho de 2021.
Dia do Amigo.
Porto Alegre,
terça-feira, 20 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado financeiro

- Publicada em 15h41min, 20/07/2021.

Ouro tem recuperação parcial e fecha em leve alta, mas dólar forte contém ganhos

Metal com entrega em agosto encerrou o dia com ganho de 0,12%, a US$ 1.811,40 a onça-troy

Metal com entrega em agosto encerrou o dia com ganho de 0,12%, a US$ 1.811,40 a onça-troy


BULLIONVAULT/VISUAL HUNT/DIVULGAÇÃO/JC
O contrato mais líquido do ouro fechou em leve alta nesta terça-feira (20), em correção após uma queda que contrariou as tendências do mercado durante a última sessão. Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange, o ouro com entrega prevista para agosto encerrou a sessão com ganho de 0,12%, a US$ 1.811,40 a onça-troy.
O contrato mais líquido do ouro fechou em leve alta nesta terça-feira (20), em correção após uma queda que contrariou as tendências do mercado durante a última sessão. Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange, o ouro com entrega prevista para agosto encerrou a sessão com ganho de 0,12%, a US$ 1.811,40 a onça-troy.
Um dos elementos que explicam a fraqueza do metal, mesmo em um quadro de cautela, é o fortalecimento do dólar, que vem se apresentando como um refúgio durante a semana, além de tornar a commodity, cotada na moeda americana, mais cara para detentores de outras divisas.
Na visão do Commerzbank, "não importa como alguém tente explicar isso, a fraqueza de ontem do preço do ouro realmente não faz sentido". O recuo nos rendimentos dos Treasuries durante a última sessão foi outro fator que tenderia a impulsionar o preço do metal, mas, ainda assim, a cotação recuou.
No entanto, "vemos a recente fraqueza do preço do ouro como uma anomalia temporária e esperamos que se recupere visivelmente assim que o vento contrário da valorização do dólar diminuir", aponta o banco alemão.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário