Porto Alegre, quarta-feira, 14 de julho de 2021.
Feriado na França - Queda da Bastilha. Dia do Propagandista.
Porto Alegre,
quarta-feira, 14 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

EVENTOS

- Publicada em 17h24min, 14/07/2021. Atualizada em 19h23min, 14/07/2021.

Porto Alegre propõe ao RS retomada gradual de grandes eventos a partir de segunda-feira

Melo (c) apresentou o calendário, que será ampliado a cada duas semanas, até atingir 70% da população vacinada

Melo (c) apresentou o calendário, que será ampliado a cada duas semanas, até atingir 70% da população vacinada


MATEUS RAUGUST/PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
Fernanda Crancio
O calendário de retomada gradual de grandes eventos na Capital, apresentado pela prefeitura de Porto Alegre e municípios da Região Covid 10 ao Gabinete de Crise do governo do Estado na tarde desta quarta-feira (14), prevê o início da programação já a partir da próxima segunda-feira (19), para locais com capacidade de público de até mil pessoas.
O calendário de retomada gradual de grandes eventos na Capital, apresentado pela prefeitura de Porto Alegre e municípios da Região Covid 10 ao Gabinete de Crise do governo do Estado na tarde desta quarta-feira (14), prevê o início da programação já a partir da próxima segunda-feira (19), para locais com capacidade de público de até mil pessoas.
Desta data em diante, a cada duas semanas, será ampliada a ocupação, até chegar a 20 mil pessoas, em setembro, culminando com a autorização de liberação de ocupação máxima quando se alcance o total de 70% da população com esquema vacinal completo.
No encontro desta tarde, o prefeito Sebastião Melo apresentou a proposta - avalizada também pelos prefeitos de Alvorada, Cachoeirinha, Glorinha, Gravataí e Viamão, que integram com Porto Alegre a R10- ao governador em exercício Ranolfo Vieira Júnior, que comandou a reunião do Gabinete de Crise. Segundo Melo, a partir da solicitação, os quadros técnicos dos municípios e do governo irão se debruçar sobre a questão.
"Nossa proposta de volta gradativa dos eventos na cidade de Porto Alegre foi apresentada, com calendário anexado. É um pedido da região R 10, e que precisa de uma anuência do governo do Estado. Tudo estamos fazendo com muita responsabilidade", destacou Melo.
Segundo ele, a iniciativa está embasada no avanço da vacinação contra a Covid-19 na Capital, e nas projeções de chegar à totalidade da população imunizada com a primeira dose até agosto. "Estamos num processo de quase 70% de vacinação da nossa população em primeira dose, e essa reabertura gradativa é exatamente porque estamos calculando que, lá no final de agosto, teremos 100% da população vacinada em primeira dose, e já bem adiantada em segunda. Então, você tendo a vacinação, você pode ter uma vida mais normal na cidade, tudo feito com muita responsabildade, que é como temos agido aqui na região", comentou.
Conforme adiantado em reportagem do Jornal do Comércio, a prefeitura sugere a realização de eventos com ingresso apenas de pessoas testadas e negativadas para Covid-19 e, em um segundo momento, ampliando para as que tiverem esquema vacinal completo. Pelo calendário proposto, entre 19 de julho e 1º agosto seriam autorizados eventos com ocupação máxima de 50% do alvará ou do Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI) e limite de público de mil pessoas. Na etapa seguinte, até a segunda quinzena de agosto, seriam liberadas atividades com 50% da ocupação máxima até 5 mil pessoas.
O avanço seguiria gradual, com ocupação de 75% e público de 10 mil pessoas, até chegar a 20 mil pessoas em setembro. A última etapa, prevista para final de setembro, prevê ocupação máxima de público, mediante testagem na entrada ou esquema vacinal completo.
De acordo com o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico de Porto Alegre, Vicente Perrone, o esquema prevê oito semanas de ampliação de público, aumentando a cada 14 dias a capacidade do evento. Entram nas liberações qualquer tipo de evento, desde esportivos, religiosos, de entretenimento, feiras, congressos, etc. "É um cronograma progressivo de ocupação de tamanho de eventos, começando assim que o governo do Estado aprovar, mas com possibilidade de já iniciarmos na segunda-feira que vem. A ideia é diminuir as restrições a eventos, aumentando a capacidade a cada duas semanas, permitindo, assim, um planejamento aos promotores de eventos, que tanto sofreram nessa pandemia", explica Perrone.
Desde a segunda quinzena de abril, quando houve a liberação pontual de eventos em Porto Alegre, intensificada em maio, com a publicação do decreto que adequou os protocolos municipais ao Sistema 3As de Monitoramento da pandemia, a prefeitura da Capital já licenciou a realização de 191 eventos na cidade. Com a proposta apresentada ao governo, o objetivo é garantir a ampliação das modalidades de eventos a serem realizados e consolidar a retomada efetiva do setor.

Confira o calendário apresentado ao governo do Estado:

De 19/7 a 1/8- eventos com ocupação máxima de 50% e limite de mil pessoas
De 2/8 a 15/8- eventos com ocupação máxima de 50% e limite de 5 mil pessoas
De 16/8 a 29/8- eventos com ocupação máxima de 75% e limite de 10 mil pessoas
De 30/8 a 26/9- eventos com ocupação máxima de 5% e limite de 20 mil pessoas
De 27/9 até atingir esquema vacinal completo de 70% da população total- ocupação máxima autorizada no alvará ou PPCI, com esquema vacinal completo ou testagem no momento da entrada e autorização do município sede
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário