Porto Alegre, terça-feira, 01 de junho de 2021.
Dia da Imprensa.
Porto Alegre,
terça-feira, 01 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 14h09min, 01/06/2021.

Bolsas da Europa fecham em alta, apoiadas por indicadores da região

O índice Stoxx 600 fechou em alta de 0,75%, em 450,10 pontos

O índice Stoxx 600 fechou em alta de 0,75%, em 450,10 pontos


GABRIELA DI BELLA/ARQUIVO/JC
As praças europeias tiveram pregão positivo, exibindo ganhos após dados positivos da região. Além disso, papéis do setor de energia foram apoiados pelo avanço do petróleo nesta terça-feira (1º).
As praças europeias tiveram pregão positivo, exibindo ganhos após dados positivos da região. Além disso, papéis do setor de energia foram apoiados pelo avanço do petróleo nesta terça-feira (1º).
O índice Stoxx 600 fechou em alta de 0,75%, em 450,10 pontos, tendo tocado máxima histórica intraday durante o dia.
Na agenda de indicadores, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria da zona do euro subiu a 63,1 em maio, batendo recorde pelo terceiro mês consecutivo. Por outro lado, a inflação na região da moeda comum atingiu 2% em maio, na comparação anual, acima da meta de quase 2% do Banco Central Europeu (BCE).
Na Alemanha e no Reino Unido, os PMIs do mesmo setor também ficaram em níveis elevados em maio, acima de 60. Ainda na zona do euro, a taxa de desemprego caiu a 8% em abril, ante expectativa por analistas de manutenção em 8,1%.
Na Itália, houve contração econômica no primeiro trimestre, porém com recuo de apenas 0,1% ante os três meses anteriores, menos do que o de 0,4% previamente calculado, segundo dados de hoje. Em meio aos dados, as bolsas europeias ganharam fôlego.
No Reino Unido, a Pantheon considerou, após o PMI, que o setor manufatureiro já ultrapassou os níveis pré-pandemia. A consultoria apontou que isso ocorreu ao menos seis meses antes do setor de serviços também provavelmente ter plena recuperação. Na volta do feriado de segunda-feira, a Bolsa de Londres fechou em alta de 0,82%, em 7.080,46 pontos.
Em Frankfurt, o índice DAX teve alta de 0,95%, a 15.567,36 pontos. No setor de energia, E.ON subiu 0,75% e, entre os bancos alemães, Deutsche Bank (+2,15%) e Commerzbank (+1,52%) também subiram.
Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 subiu 0,66%, para 6.489,40 pontos. A petroleira Total teve alta de 2,41%.
Em Milão, o índice FTSE MIB registrou ganho de 0,60%, a 25.321,82 pontos. Eni subiu 2,37% e Intesa Sanpaolo, papel mais negociado, avançou 1,20%.
Na Bolsa de Madri, o índice IBEX 35 subiu 0,45%, a 9.189,70 pontos. Os bancos estiveram entre os destaques positivos, como CaixaBank (+1,67), Urbas Grupo Financiero (+2,22%) Santander (+1,58%) e Banco de Sabadell (2,55%).
Em Lisboa, o índice PSI 20 avançou 0,71%, para 5.216,79 pontos.
 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário