Porto Alegre, domingo, 09 de maio de 2021.
Dia das Mães.
Porto Alegre,
domingo, 09 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Varejo

- Publicada em 15h17min, 09/05/2021. Atualizada em 15h21min, 09/05/2021.

Vendas para o Dia das Mães e queda na temperatura animam o comércio

Setor comemorou a abertura das lojas neste ano, o que em 2020, na véspera da data, não ocorreu

Setor comemorou a abertura das lojas neste ano, o que em 2020, na véspera da data, não ocorreu


LUIZA PRADO/JC
Thiago Copetti
O clima frio e uma dose de otimismo com o avanço da vacina contra Covid-19 ajudaram a comércio voltado ao Dia das Mães neste ano, de acordo com o Sindilojas e a CDL Porto Alegre.
O clima frio e uma dose de otimismo com o avanço da vacina contra Covid-19 ajudaram a comércio voltado ao Dia das Mães neste ano, de acordo com o Sindilojas e a CDL Porto Alegre.
Em 2020, lembra o presidente do Sindilojas, Paulo Kruse, lojas de itens não essenciais enfrentavam restrições de abertura e os pontos físicos de venda amargaram a perda de sua segunda principal data de negócios (atrás apenas do Natal).
“Neste ano, na comparação com 2019, as vendas foram até 10% acima entre a última quinta-feira (6) e sábado, mas menor entre os dias 1 e 5. O saldo ainda não sabemos, mas eu diria que foi melhor do que o esperado”, opina Kruse.
A queda na temperatura nos últimos dias contribuiu para fomentar as venda e é destacado por Kruse e também por Irío Piva, presidente da CDL, como fator positivo. Isso porque uma peça de roupa de inverno costuma ter valor maior e, na primeira baixa da temperatura, a compra de alguns itens mais quentes logo se sobressai, de acordo com os lojistas.
“Até o momento acho que alcançamos entre 70% e 80% das vendas totais de 2019. Dentro do cenário, foi uma semana muito boa. E viemos em um crescente semana a semana”, avalia Piva.
Kruse igualmente destaca que os negócios vem melhorando pouco a pouco, com o arrefecimento da pandemia.
“As vendas foram mais concentradas neste ano, em relação a 2019, porque a data caiu no dia 9, mais cedo do que em 2019, que foi no dia 12. E com mais tempo as pessoas também tendem a se programar melhor para a compra”, avalia Kruse.
Aos retardatários ainda há tempo de ir ao varejo, diz o empresário, já que as lojas nos shoppings seguem abertas até 20h e quem opera em rua, e decidiu abrir neste domingo, até 18h.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário