Porto Alegre, terça-feira, 06 de abril de 2021.
Porto Alegre,
terça-feira, 06 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 13h23min, 06/04/2021.

Bolsas da Europa fecham em alta, com otimismo por recuperação da economia global

O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o pregão com avanço de 0,70%, aos 435,26 pontos

O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o pregão com avanço de 0,70%, aos 435,26 pontos


MIGUEL MEDINA/AFP/JC
As bolsas europeias fecharam em alta nesta terça-feira (6) em dia marcado pelo retorno dos mercados após feriado de Páscoa na maioria das principais potências do continente. Os índices foram impulsionados pela melhora das perspectivas para a recuperação econômica em 2021.
As bolsas europeias fecharam em alta nesta terça-feira (6) em dia marcado pelo retorno dos mercados após feriado de Páscoa na maioria das principais potências do continente. Os índices foram impulsionados pela melhora das perspectivas para a recuperação econômica em 2021.
O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o pregão com avanço de 0,70%, aos 435,26 pontos.
O foco de investidores esteve nos sinais que apontam para uma recuperação robusta da economia global neste ano. O avanço acima do esperado do mercado de trabalho dos Estados Unidos, além do bom desempenho dos setores de serviços do país e da China, apoiam a percepção de que a atividade está sendo retomada nas duas principais potências do mundo, o que estimula o apetite por risco.
Além disso, o Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou para cima sua projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) global neste ano. Diante deste cenário, o índice DAX, da bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 0,70%, aos 15.212,68 pontos, seguido do CAC 40, de Paris, que registrou ganhos de 0,47%, aos 6.131,34 pontos.
Entre os principais mercados da Europa, o índice FTSE 100 da bolsa de Londres liderou os ganhos nesta terça, em alta de 1,28%, aos 6.823,55 pontos. A Antofagasta esteve entre os principais destaques, subindo 3,75% com a alta do cobre na London Metal Exchange (LME). Além da mineradora anglo chilena, outras ações de empresas do setor subiram em Londres, entre elas as de Rio Tinto (+2,68%) e BHP(+2,42%), em resposta à alta do minério de ferro chinês na sessão desta terça.
Ainda no âmbito das commodities, a British Petroleum avançou 3,47%, acompanhando os contratos futuros de petróleo. Já a AstraZeneca avançou 0,15% nesta segunda-feira, após recuar na maior parte da sessão diante da declaração de um funcionário da Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês), que disse haver relação entre a vacina contra a Covid-19 da empresa e os casos raros de trombose reportados em pessoas imunizadas na Europa. Em resposta ao The Wall Street Journal, porém, a reguladora não confirmou a correlação.
A taxa de desemprego da zona do euro ficou inalterada em fevereiro ante janeiro, em 8,3%, segundo dados com ajustes sazonais divulgados nesta terça pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.
Na Espanha, ações de bancos estiveram entre os destaques positivos, com o Banco de Sabadell (+2,26%), Santander (+1,44%) e BBVA (+1,82%) em altas robustas. O Ibex 35, índice de referências da bolsa de Madri, fechou em alta de 0,66%, aos 8.634,60 pontos.
Em avanço mais modesto, o FTSE MIB, de Milão, terminou com ganhos de 0,21%, aos 24.761,12 pontos, enquanto o PSI 20 de Lisboa avançou 0,73% nesta sessão, aos 5.014,06 pontos.
 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO