Porto Alegre, domingo, 07 de março de 2021.
Dia do fuzileiro naval.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 07 de março de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Trabalho

- Publicada em 13h58min, 07/03/2021.

Cresce presença de mulheres em setores tradicionalmente masculinos

 Setor de tecnologia está entre os que passaram a contratar mais profissionais do gênero feminino

Setor de tecnologia está entre os que passaram a contratar mais profissionais do gênero feminino


Priscilla du Preez
Empresas de diversos segmentos predominantemente ocupados por homens observaram, em 2020, um aumento no número de mulheres tanto nos processos seletivos quanto nas contratações. Uma pesquisa feita pela Revelo em outubro do ano passado registrou crescimento de 12% na contratação de mulheres no ramo de tecnologia. Em contraponto, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente apenas 20% das vagas do setor são ocupadas por profissionais do gênero.
Empresas de diversos segmentos predominantemente ocupados por homens observaram, em 2020, um aumento no número de mulheres tanto nos processos seletivos quanto nas contratações. Uma pesquisa feita pela Revelo em outubro do ano passado registrou crescimento de 12% na contratação de mulheres no ramo de tecnologia. Em contraponto, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente apenas 20% das vagas do setor são ocupadas por profissionais do gênero.
Mas a tendência é aumentar a presença feminina em empresas e startups, que buscam no mercado novos talentos para ocupar posições em áreas com ampla defasagem de profissionais, como desenvolvimento, programação, gestão de frotas e até no setor de saúde. 
Exemplo disso, é a startup Em Casa, de compra e venda de imóveis, que teve um crescimento de 8% de mulheres colaboradoras de 2020 para este ano, além do aumento de 48% das líderes de áreas. A gerente de pessoas e cultura na empresa, Amanda Lins, afirma que a revolução no mercado imobiliário começa dentro de cada negócio “A maioria (49%) dos nossos especialistas de vendas são mulheres e essa profissão é nova.
Indo na contramão da maioria das fintechs, onde o cenário ainda é de maioria de profissionais do gênero masculino, está o Linker, plataforma de soluções financeiras focada em pequenos e médios empreendedores, que conta com 17 mulheres na equipe. Se acordo com a COO e co-fundadora da plataforma, Ingrid Barth, cada dia mais as mulheres estão mais presentes em todas as áreas das empresas, seja qual for o segmento. “É essencial trazer a diversidade de gênero para o dia a dia, e aqui no Linker, não é diferente. Temos mulheres incríveis em todos os times", completa.
Comentários CORRIGIR TEXTO