Porto Alegre, terça-feira, 02 de março de 2021.
Dia Nacional do Turismo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 02 de março de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 12h59min, 02/03/2021. Atualizada em 13h00min, 02/03/2021.

Dólar beira R$ 5,70 e tem maior alta entre emergentes com fuga para Treasuries

Alta do dólar frente ao real pode ser atribuída à saída de investidores estrangeiros do Brasil

Alta do dólar frente ao real pode ser atribuída à saída de investidores estrangeiros do Brasil


FREEPIK/Reprodução/JC
No início da tarde desta terça-feira (2), o dólar se aproximava dos R$ 5,70. A moeda norte-americana atingia R$ 5,6981 (+1,00%) no mercado à vista, às 13h em ponto.
No início da tarde desta terça-feira (2), o dólar se aproximava dos R$ 5,70. A moeda norte-americana atingia R$ 5,6981 (+1,00%) no mercado à vista, às 13h em ponto.
O sócio da Acqua Investimentos Bruno Musa atribui a alta do dólar frente o real, bem mais forte que o ajuste positivo da divisa americana ante outras moedas emergentes e ligadas a commodities, à saída de investidores estrangeiros do Brasil, após alta da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) dos bancos, que gera insegurança nos investidores, rumo aos Treasuries longos dos EUA, cujo rendimento segue em alta, refletindo expectativas de que a inflação acelere e leve bancos centrais a elevar juros.
"Quem vai pagar o aumento da CSLL dos bancos é o tomador de crédito, que ficará mais caro, dificultando ainda mais a retomada da economia", avalia a fonte.
A votação da PEC Emergencial, se vai ser amanhã ou não, é chute, porém, mais cedo ou mais tarde deverá passar no Congresso, com auxílio e compensação de gastos, acredita. Jefferson Rugik, da corretora Correparti, afirma que a elevação da CSLL dos bancos gera insegurança e faz com que o estrangeiro saia do país.
"Tem fuga de capitais, sim. O fluxo financeiro é negativo e há busca de proteção no mercado futuro", observa Rugik.
O dólar futuro para abril subiu até R$ 5,7035 (+0,99%).
Comentários CORRIGIR TEXTO