Porto Alegre, terça-feira, 23 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 23 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Financeiro

- Publicada em 08h24min, 23/02/2021.

Bolsas da Ásia fecham mistas, de olho em recuperação e atentas a Treasuries

Na China continental, os mercados ficaram no vermelho nesta terça-feira

Na China continental, os mercados ficaram no vermelho nesta terça-feira


Behrouz MEHRI / AFP/ JC
As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta terça-feira (23), favorecidas, de um lado, pela possibilidade de recuperação econômica e de novos estímulos fiscais, e pressionadas, do outro, pelo recente avanço dos juros dos Treasuries e fraco desempenho de ações de tecnologia em Nova York na segunda.
As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta terça-feira (23), favorecidas, de um lado, pela possibilidade de recuperação econômica e de novos estímulos fiscais, e pressionadas, do outro, pelo recente avanço dos juros dos Treasuries e fraco desempenho de ações de tecnologia em Nova York na segunda.
O índice acionário Hang Seng subiu 1,03% em Hong Kong hoje, a 30.632,64 pontos, graças em parte a ações de operadoras de cassinos, e o Taiex avançou 0,20% em Taiwan, a 16.443,40 pontos, mas o sul-coreano Kospi caiu 0,31% em Seul, 3.070,09 pontos, arrastado por papéis do setor de eletrônicos.
Na China continental, os mercados ficaram no vermelho à medida que a volatilidade persiste desde que os negócios foram retomados na última quinta-feira (18), após o feriado de uma semana do ano-novo lunar. O Xangai Composto recuou 0,17%, a 3.636,36 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto teve baixa de 0,85%, a 2.396,01 pontos.
No Japão, a Bolsa de Tóquio não operou nesta terça devido a um feriado nacional.
Investidores estão otimistas de que o avanço da vacinação contra a covid-19 trará recuperação econômica e na expectativa também de que os EUA lancem um novo pacote fiscal de até US$ 1,9 trilhão. Ontem, a proposta do governo Biden avançou em uma comissão da Câmara dos Representantes.
Mas o recente aumento nos rendimentos dos Treasuries de longo prazo tem afetado categorias de ações que se valorizaram bastante nos últimos meses, como as de tecnologia. Desde a semana passada, o juro da T-note de 10 tem se mantido nos maiores níveis em um ano. Em Wall Street, giant techs como Amazon, Alphabet e Twitter registraram forte perdas ontem, o que acabou se refletindo nos negócios da Coreia do Sul nesta terça.
Na Oceania, a bolsa australiana terminou o pregão em alta, beneficiada principalmente pelo setor de energia, que saltou 4,9%, após os preços internacionais do petróleo subirem cerca de 4% ontem. O S&P/ASX 200 avançou 0,86% em Sydney, a 6.839,20 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires).
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO