Porto Alegre, quinta-feira, 29 de abril de 2021.
Porto Alegre,
quinta-feira, 29 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

conjuntura

- Publicada em 09h20min, 28/01/2021.

IGP-M acelera a 2,58% em janeiro, após 0,96% em dezembro, revela FGV

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) voltou a acelerar em janeiro na comparação com dezembro, quando subiu 0,96%. No primeiro mês de 2021, a alta foi de 2,58%, o que elevou o acumulado em 12 meses de 25,31% no fechamento de 2020 para 25,71%, informou nesta quinta-feira (28) a Fundação Getulio Vargas (FGV).
O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) voltou a acelerar em janeiro na comparação com dezembro, quando subiu 0,96%. No primeiro mês de 2021, a alta foi de 2,58%, o que elevou o acumulado em 12 meses de 25,31% no fechamento de 2020 para 25,71%, informou nesta quinta-feira (28) a Fundação Getulio Vargas (FGV).
De acordo com o coordenador dos índices de preços da FGV, André Braz, a nova aceleração do IGP-M teve como protagonistas os aumentos dos preços das commodities e dos combustíveis, o que levou o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M) a avançar 3,38% em janeiro, ante alta de 0,90% em dezembro. Em 12 meses, o IPA-M acumula variação positiva de 35,40%.
O IPA industrial ganhou tração e subiu 4,84% nesta leitura ante 2,09% em dezembro. O IPA agropecuário deflacionou 0,07%, menos do que a retração de 1,82% registrada no mês passado.
A taxa do grupo de bens finais subiu 1,09% em janeiro, de 2,04% em dezembro, e a taxa de bens intermediários passou de 1,86% em dezembro para 2,54% em janeiro. Já o grupo de matérias-primas brutas registrou avanço de 5,86% em janeiro, depois de cair 0,74% em dezembro.
O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) desacelerou, variando 0,41% em janeiro ante 1,21% em dezembro, acumulando alta de 4,70% em 12 meses. O Índice Nacional de Custo de Construção (INCC-M) subiu 0,93% em janeiro, vindo de 0,88% em dezembro. Em 12 meses, o INCC-M acumula 9,39% de alta.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário