Porto Alegre, segunda-feira, 28 de dezembro de 2020.
Dia do Petroquímico. Dia do Salva-Vidas.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 28 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 08h13min, 28/12/2020. Atualizada em 08h29min, 28/12/2020.

Maioria das bolsas da Ásia fecha em alta, após EUA confirmarem pacote

Os mercados acionários da Ásia registraram ganhos na maioria nesta segunda-feira (28), embora modestos em alguns casos. Investidores reagiram de modo positivo à notícia de que os Estados Unidos finalmente confirmaram um pacote de ajuda econômica, diante dos impactos da Covid-19. Na China, a Bolsa de Xangai fechou em alta de 0,02%, em 3.397,29 pontos. A Bolsa de Shenzhen, de menor abrangência, recuou 0,05%, a 2.378,54 pontos.
Os mercados acionários da Ásia registraram ganhos na maioria nesta segunda-feira (28), embora modestos em alguns casos. Investidores reagiram de modo positivo à notícia de que os Estados Unidos finalmente confirmaram um pacote de ajuda econômica, diante dos impactos da Covid-19. Na China, a Bolsa de Xangai fechou em alta de 0,02%, em 3.397,29 pontos. A Bolsa de Shenzhen, de menor abrangência, recuou 0,05%, a 2.378,54 pontos.
Os mercados chineses têm mostrado impulso modesto nos últimos dias. Nesta segunda, ações ligadas ao consumo e a alimentos e bebidas estiveram entre as maiores altas, mas papéis dos setores financeiro e de telecomunicações recuaram.
Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei subiu 0,74%, 26.854,03 pontos, terminando na máxima do dia. A assinatura do pacote de estímulos nos EUA na noite de domingo pelo presidente Donald Trump apoiou as ações no Japão, com papéis de empresas de eletrônicos em destaque, mas investidores seguem atentos aos impactos da Covid-19 na atividade local.
Em Seul, o índice Kospi fechou em alta de 0,06%, em 2.808,60 pontos. O avanço da praça sul-coreana foi atribuído em parte a compras institucionais, com Samsung Electronics ganhando 1,2% e Hyundai Motor, 1,3%. Em Taiwan, o índice Taiex subiu 1,06%, a 14.483,07 pontos.
Na contramão da maioria das praças da Ásia, a Bolsa de Hong Kong fechou em queda de 0,27%, em 26.314,63 pontos, nesta segunda-feira. O índice Hang Seng foi pressionado pela queda de 7,98% do Alibaba, após a China lançar na semana passada uma investigação antitruste contra a empresa.
Papéis ligados à tecnologia na China em geral seguiram pressionados em Hong Kong, com Xiaomi em queda de 4,0% e AAC Technologies, de 3,0%. Na Oceania, a Bolsa de Sydney não operou, com feriado bancário local.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO