Porto Alegre, terça-feira, 17 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 17 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Financeiro

- Publicada em 17h26min, 17/11/2020.

Dólar não perde posto de moeda global com EUA tendo instituições fortes, diz Fed

Segundo Powell, muitos países têm tido dificuldades com baixos índices de preços

Segundo Powell, muitos países têm tido dificuldades com baixos índices de preços


ERIC BARADAT/AFP/JC
O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, disse acreditar que o dólar não perderá posição como moeda global de reserva enquanto os Estados Unidos preservarem mercados de capitais e instituições democráticas fortes, o que inclui uma autoridade monetária independente.
O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, disse acreditar que o dólar não perderá posição como moeda global de reserva enquanto os Estados Unidos preservarem mercados de capitais e instituições democráticas fortes, o que inclui uma autoridade monetária independente.
O comentário foi feito em evento virtual realizado nesta tarte, em resposta a uma pergunta sobre se a nova estratégia do Fed para a inflação teria algum impacto na divisa americana. Segundo Powell, muitos países têm tido dificuldades com baixos índices de preços, o que representa riscos reais para a economia.
O banqueiro central explicou que a nova orientação, que permitirá que a inflação fique acima da meta de 2% por um período mais longo, leva em conta anos de experiência que mostraram que níveis muito baixo de desemprego não tiveram influência no comportamento dos preços. "Não vamos elevar juros antes de termos aumento da inflação", ressaltou.
Powell acrescentou que os bancos estão atravessando a crise de forma adequada e absorveram "volumes tremendos de depósitos", mas ponderou que não pode haver complacência enquanto a pandemia não tiver sido completamente superada.
O líder do Fed também afirmou que a instituição tem papel importante, mas limitado no combate às desigualdades sociais.
Na visão dele, o BC americano pode agir para atenuar as disparidades por meio da garantia do pleno emprego, o que deve ocorrer com a nova estratégia monetária.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO