Porto Alegre, segunda-feira, 16 de novembro de 2020.
Dia Internacional da Tolerância.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 16 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Turismo

- Publicada em 16h45min, 16/11/2020.

Bolsonaro recebe o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo

Segundo o governo, as ações do programa buscam a preservação de empresas e empregos do setor

Segundo o governo, as ações do programa buscam a preservação de empresas e empregos do setor


Marcelo Camargo/Agência Brasil/JC
O presidente Jair Bolsonaro se reúne nesta segunda-feira (16) com o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Zurab Pololikashvili, no Palácio do Planalto, acompanhado dos ministros do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Na semana passada, o governo anunciou um plano de retomada para o setor turístico brasileiro.
O presidente Jair Bolsonaro se reúne nesta segunda-feira (16) com o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Zurab Pololikashvili, no Palácio do Planalto, acompanhado dos ministros do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Na semana passada, o governo anunciou um plano de retomada para o setor turístico brasileiro.
Também participa do encontro desta segunda-feira (16) o presidente do Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur), Gilson Machado. "Nós vamos fazer o Brasil ser o número um em turismo de natureza do mundo", destacou Machado, na chegada ao Planalto. Na terça-feira (10) o governo lançou a iniciativa Retomada do Turismo, programa para a recuperação do setor que foi impactado pela pandemia da Covid-19.
Segundo o governo, as ações do programa buscam a preservação de empresas e empregos do setor; a melhoria da estrutura e da qualificação de destinos; implantação dos protocolos de biossegurança contra o novo coronavírus; e promoção e incentivo às viagens. As medidas devem ser adotadas até 31 de julho de 2021 e envolvem, além do Ministério do Turismo, o Sistema S e entidades do setor privado. Valores investidos ou detalhes de cada medida ainda não foram divulgados.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO