Porto Alegre, terça-feira, 10 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 10 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 16h38min, 10/11/2020.

Ouro fecha em alta com recuperação de perdas recentes e dólar menos forte

Ouro para dezembro subiu de 1,19%, em US$ 1.876,4 a onça-troy

Ouro para dezembro subiu de 1,19%, em US$ 1.876,4 a onça-troy


VISUALHUNT.COM/DIVULGAÇÃO/JC
O ouro fechou o pregão desta terça-feira (10) em alta, em um movimento de recuperação depois de ter recuado quase 5% na sessão anterior. O otimismo que tomou conta dos mercados internacionais após o avanço em uma vacina experimental contra a covid-19 reduziu a busca pela segurança do metal precioso. Hoje, contudo, um dólar menos valorizado permitiu uma correção nos preços.
O ouro fechou o pregão desta terça-feira (10) em alta, em um movimento de recuperação depois de ter recuado quase 5% na sessão anterior. O otimismo que tomou conta dos mercados internacionais após o avanço em uma vacina experimental contra a covid-19 reduziu a busca pela segurança do metal precioso. Hoje, contudo, um dólar menos valorizado permitiu uma correção nos preços.
Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para dezembro subiu de 1,19%, em US$ 1.876,4 a onça-troy.
"O ouro está tentando recuperar as perdas anteriores depois de cair cerca de 5% ontem", dizem analistas do Swissquote Bank.
A informação de que a vacina para o coronavírus desenvolvida pela Pfizer em conjunto com a BioNTech obteve 90% de eficácia impulsionou os ativos de risco ontem e reduziu a busca pelo ouro, que também havia sido impactado pela força do dólar. A moeda dos EUA passou a subir ante outras divisas seguras, como o iene e o franco suíço.
Com o dólar valorizado, os contratos das commodities ficam mais caros e menos atrativos para detentores de outras moedas. Hoje, porém, a valorização do dólar retrocedeu um pouco.
"Consideramos a queda do preço do ouro ontem mais como um breve revés do que como o início de uma fase prolongada de fraqueza", afirma o analista Carsten Fritsch, do Commerzbank, ao frisar que as incertezas da pandemia permanecem.
Em Washington, após a vitória de Joe Biden na eleição presidencial, os investidores acompanham a transição de governo, apesar de o presidente Donald Trump ainda não ter reconhecido a derrota.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO