Porto Alegre, quinta-feira, 29 de outubro de 2020.
Dia nacional do Livro e Dia mundial de combate ao AVC.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 29 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

governo federal

- Publicada em 12h19min, 29/10/2020.

Para Guedes, Covid-19 está 'descendo' e a economia está 'voltando em V'

Ministro da Economia espera resultado positivo para o Caged de setembro

Ministro da Economia espera resultado positivo para o Caged de setembro


EDU ANDRADE/ASCOM/ME/JC
O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira (29) esperar um novo resultado positivo para o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de setembro, que será divulgado nesta tarde, às 16 horas.
O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira (29) esperar um novo resultado positivo para o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de setembro, que será divulgado nesta tarde, às 16 horas.
"A doença (Covid-19) está descendo e a economia está voltando em V. A criação de empregos está se dando de forma impressionante, eu mesmo achava que a recuperação viria em forma do símbolo na Nike. Espero que o Caged de hoje confirme ritmo de criação de empregos", afirmou, em audiência pública na Comissão Mista do Congresso Nacional para o acompanhamento de medidas contra a Covid-19.
De acordo com pesquisa Projeções Broadcast com 20 instituições, a recuperação da atividade deve levar o mercado formal de trabalho ao terceiro mês seguido com criação líquida de vagas. É esperado saldo positivo de 140.000 a 301.551 postos com carteira assinada no Caged de setembro. A mediana do levantamento indica criação de 230 mil vagas no período.
Um resultado em linha com o valor intermediário em setembro representaria saldo positivo de 620.578 carteiras assinadas desde julho, 39,2% dos 1,582 milhão de empregos fechados entre março e junho.
"Com o resultado de hoje, teremos entre 500 mil e 1 milhão de empregos perdidos na pandemia, é impressionante. Os EUA demitiram 30 milhões de pessoas e nós conseguimos preservar 10 milhões em empregos", completou Guedes.
 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO