Porto Alegre, terça-feira, 27 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 27 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Varejo

- Publicada em 12h24min, 27/10/2020.

Pesquisa aponta que menos de 25% dos lojistas deve contratar temporários neste ano

Busca por profissionais para trabalhar no comércio deve ocorrer principalmente no decorrer de novembro

Busca por profissionais para trabalhar no comércio deve ocorrer principalmente no decorrer de novembro


LUIZA PRADO/JC
Com o comércio reaberto e a proximidade de duas grandes datas de final de ano, Black Friday e Natal, a procura por profissionais para suprir o aumento do movimento já começa a acontecer no setor. No entanto, neste ano, as contratações de temporários para o final do ano podem ser mais fracas.
Com o comércio reaberto e a proximidade de duas grandes datas de final de ano, Black Friday e Natal, a procura por profissionais para suprir o aumento do movimento já começa a acontecer no setor. No entanto, neste ano, as contratações de temporários para o final do ano podem ser mais fracas.
Um levantamento realizado pelo Núcleo de Pesquisa do Sindilojas Porto Alegre aponta que apenas 24,6% dos lojistas afirmam que pretendem contratar temporários, em média 2 profissionais por empresa. Os indecisos somam 11% e os que não pretendem reforçar a equipe para as vendas de final de ano totalizam 64,4%. Em 2019, 37,3% dos entrevistados realizaram contratação de temporários nesta época, percentual que poderá se assemelhar ao deste ano caso aqueles que ainda não decidiram optem por contratar.
Segundo a pesquisa, entre os lojistas que pretendem fazer contratações temporárias, 31% pretendiam reforçar as equipes até o final de outubro. No entanto, a maior parte das buscas deve ocorrer em novembro, com 44,8% das contratações na primeira quinzena e 17,2% na segunda parte do mês.
A função de vendedor é a mais requisitada, mas ainda há vagas para caixa, estoquista, balconista, empacotador, entre outras atividades. A boa notícia é que quem for selecionado poderá ser efetivado, já que 69% afirmaram essa possibilidade. A vigência inicial de contrato deve ser de 2 meses, com prioridade para pessoas com disponibilidade de horários, experiência na função e proatividade.
A pesquisa revelou ainda que a maioria dos lojistas (67,8%) não pretende prorrogar a suspensão de contrato ou a redução de jornada e salário até 31 de dezembro. Somente 5,9% dos entrevistados devem recorrer à prorrogação da medida. Outros 25,4% ainda não sabem. Foram entrevistados lojistas do comércio de segmentos e localização (rua, shopping, galerias e centros comerciais) variados.
Sindivagas
O Sindilojas Porto Alegre conta com um portal para cadastro gratuito de oportunidades por parte de empresas associadas à Entidade, o Sindivagas. Atualmente, o site conta com 28 vagas em aberto, para diversas funções e bairros da Capital. Interessados podem cadastrar o seu currículo e manifestar interesse pelas vagas gratuitamente.
Comentários CORRIGIR TEXTO