Porto Alegre, quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
Dia do Enólogo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

serviços

- Publicada em 12h39min, 22/10/2020. Atualizada em 12h41min, 22/10/2020.

Abrasel pede divisórias entre mesas e ampliação dos horários do transporte público em Porto Alegre

Premium Restaurante instalou divisórias nas mesas para se adaptar ao coronavírus

Premium Restaurante instalou divisórias nas mesas para se adaptar ao coronavírus


fotos Alessandro Quevedo/Divulgação/JC
A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Rio Grande do Sul (Abrasel/RS) pede a regulamentação e liberação do uso de divisórias higienizáveis entre mesas e a ampliação de horários do transporte público em Porto Alegre. Dois ofícios foram enviados à prefeitura nessa quarta-feira (21).
A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Rio Grande do Sul (Abrasel/RS) pede a regulamentação e liberação do uso de divisórias higienizáveis entre mesas e a ampliação de horários do transporte público em Porto Alegre. Dois ofícios foram enviados à prefeitura nessa quarta-feira (21).
As divisórias são uma alternativa ao distanciamento entre as mesas. Segundo a entidade, o pedido tem como base o estudo de de lugares que já utilizam essa solução como barreira de proteção. "Estamos diariamente buscando soluções para auxiliar nossos associados neste período de retomada e uma delas é ampliar a capacidade de atendimento de forma segura", afirma a presidente da Abrasel, Maria Fernanda Tartoni, em nota.
Alguns estabelecimentos já adotaram o modelo com divisórias nas mesas, como o restaurante Premium, de Porto Alegre, que fez adaptações para enfrentar a pandemia.
Já a readequação dos horários do transporte público é solicitada para permitir que os trabalhadores do turno da noite possam ser contemplados. A Abrasel explica que a maioria dos restaurantes atende à noite, e muitos funcionários ficam sem transporte ao retornar para suas casas. Além disso, para a entidade, a baixa circuclação de ônibus aumenta os casos de aglomeração no transporte público.
Comentários CORRIGIR TEXTO