Porto Alegre, quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
Dia do Enólogo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

conjuntura

- Publicada em 11h21min, 22/10/2020.

Confiança do empresário no comércio sobe pelo 5º mês seguido, diz CNC

O Índice de Confiança do Empresário no Comércio (Icec) registrou em outubro a sua quinta alta consecutiva, mantendo-se, porém, ainda abaixo nos resultados do ano passado. Segundo a Confederação Nacional do Comércio (CNC), o índice ficou acima dos 100 pontos, indicando otimismo por parte dos empresários do setor.
O Índice de Confiança do Empresário no Comércio (Icec) registrou em outubro a sua quinta alta consecutiva, mantendo-se, porém, ainda abaixo nos resultados do ano passado. Segundo a Confederação Nacional do Comércio (CNC), o índice ficou acima dos 100 pontos, indicando otimismo por parte dos empresários do setor.
O Icec de outubro registrou 103,1 pontos, alta de 10,5% em relação a setembro, mas queda de 15,5% na comparação anual. "O resultado foi motivado pelo avanço de oito dos nove itens da pesquisa, com destaque da avaliação das condições atuais da economia e as intenções de contratação de funcionários", informou a CNC em nota. O único item em queda se refere aos estoques, com baixas de 1% na comparação mensal e de 11,9% ante igual mês de 2019.
Já as condições atuais da economia tiveram alta de 37,7% na comparação com setembro e a contratação de funcionários está 14,2% maior em relação ao mês anterior. As intenções de investimento tiveram o terceiro aumento mensal consecutivo, na comparação mensal, de 8,2%, mas também continuam abaixo do resultado do ano passado, com queda de 15,6% contra outubro de 2019.
"A flexibilização do distanciamento social em conjunto com a manutenção dos benefícios emergenciais e condições favoráveis do crédito devem seguir apoiando o consumo e sustentar a retomada da atividade econômica no último trimestre", previu a CNC.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO