Porto Alegre, segunda-feira, 19 de outubro de 2020.
Dia do Profissional de Informática. Dia da Inovação.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 19 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 11h00min, 19/10/2020.

Ibovespa ultrapassa marca dos 99 mil pontos com influência positiva de NY

Às 11h, índice da B3 tinha 99.646 pontos, em alta de 1,36%

Às 11h, índice da B3 tinha 99.646 pontos, em alta de 1,36%


ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/FOLHAPRESS/JC
O apetite por risco no mercado internacional favorece os ativos brasileiros nesta manhã, levando o Índice Ibovespa a ultrapassar a marca dos 99 mil pontos. A expectativa de adoção de estímulos fiscais nos Estados Unidos embala o clima mais ameno no mercado americano, assim como alguns dados positivos da economia chinesa. As bolsas de Nova Iorque iniciaram o dia em alta, o que dá impulso ao mercado brasileiro de ações nesta segunda-feira (19) marcada pelo vencimento do mercado de opções sobre ações. Às 11h desta segunda, o Ibovespa tinha 99.646 pontos, em alta de 1,36%. Em Nova Iorque, o índice Dow Jones subia 0,25%, enquanto S&P500 e Nasdaq avançavam 0,46% e 0,79%, respectivamente.
O apetite por risco no mercado internacional favorece os ativos brasileiros nesta manhã, levando o Índice Ibovespa a ultrapassar a marca dos 99 mil pontos. A expectativa de adoção de estímulos fiscais nos Estados Unidos embala o clima mais ameno no mercado americano, assim como alguns dados positivos da economia chinesa. As bolsas de Nova Iorque iniciaram o dia em alta, o que dá impulso ao mercado brasileiro de ações nesta segunda-feira (19) marcada pelo vencimento do mercado de opções sobre ações. Às 11h desta segunda, o Ibovespa tinha 99.646 pontos, em alta de 1,36%. Em Nova Iorque, o índice Dow Jones subia 0,25%, enquanto S&P500 e Nasdaq avançavam 0,46% e 0,79%, respectivamente.
A manhã tem como destaque eventos com a participação do presidente Jair Bolsonaro e outros membros do governo. Em discurso gravado para evento da Câmara de Comércio dos Estados Unidos, Bolsonaro disse que o Brasil vai continuar sua "ambiciosa agenda de reformas" após a aprovação da reforma da previdência. Segundo ele, o próximo passo é a reforma administrativa, em paralelo com a reforma tributária, mas não citou prazos.
No mesmo evento, o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou que a parceria com os Estados Unidos é essencial para o País virar uma economia de mercado. Segundo ele, Brasil e EUA estão para assinar um acordo triplo: de facilitação de comércio, de melhores práticas regulatórias e anticorrupção. Araújo citou iniciativas de parcerias entre dois países. "Abrimos portas com os EUA em defesa, tecnologia, comércio e segurança", afirmou.
Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a recuperação econômica do País está ocorrendo em formato de "V", citou as medidas tomadas pelo governo para combater os efeitos da pandemia da Covid-19 e que espera que a queda do Produto Interno Bruto (PIB) do país seja em torno de 4% este ano. No radar dos investidores está a safra de balanços trimestrais, que nesta semana traz Neonergia (dia 20), Weg (dia 21) e Ypera (dia 23). Na próxima semana haverá resultados de CVC, Localiza, Petz e Unidas (dia 26), além de Cielo, Raia Drogasil, Santander, Telefônica (dia 27), Bradesco, Cesp, Gerdau, GPA, Petrobras, Vale e Cielo (dia 28), entre outras.
99.646
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO