Porto Alegre, quarta-feira, 14 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 14 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

habitação

- Publicada em 17h43min, 14/10/2020.

Caixa anuncia redução de taxa de juros do financiamento imobiliário

Contratos fechados a partir de 22 de outubro serão corrigidos em 6,25% mais a TR, que está zerada

Contratos fechados a partir de 22 de outubro serão corrigidos em 6,25% mais a TR, que está zerada


MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quarta-feira (14) redução na taxa de juros da linha de financiamento imobiliário atrelada à TR (Taxa Referencial). Contratos fechados a partir de 22 de outubro serão corrigidos em 6,25% mais a TR, atualmente zerada.
A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quarta-feira (14) redução na taxa de juros da linha de financiamento imobiliário atrelada à TR (Taxa Referencial). Contratos fechados a partir de 22 de outubro serão corrigidos em 6,25% mais a TR, atualmente zerada.
A taxa máxima passa dos atuais 8,5% mais TR, para 8%. A redução vale para os financiamentos com recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) e para pessoas físicas.
O presidente do banco público, Pedro Guimarães, prevê a concessão de R$ 14 bilhões em crédito imobiliário pelo SBPE até o fim do ano.
Além da linha de crédito atrelada à TR, a Caixa mantém outra vinculada ao IPCA, índice de inflação oficial, que parte de 2,95% ao ano, e uma terceira, com taxa fixa, que varia de 8% a 9,75%.
Em entrevista coletiva transmitida pela internet, Guimarães anunciou também a renovação da política de carência de seis meses para o pagamento da primeira parcela. Esse prazo valerá para todos os contratos fechados até 30 de dezembro.
Os mutuários que, durante a pandemia, conseguiram postergar as parcelas de seus contratos poderão pedir condições especiais se tiverem dificuldades em retomar esses pagamentos.
O pedido deverá ser feito no aplicativo da Caixa para habitação. Segundo Guimarães, serão duas as modalidades de apoio a essas famílias. Uma permitirá o pagamento de 75% do valor contratado por um período de seis meses. Na outra, o valor ficará entre 50% e 75% por três meses.
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO