Porto Alegre, terça-feira, 06 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 06 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 15h17min, 06/10/2020.

Ouro fecha em baixa com menos busca por segurança no mercado após alta de Trump

Ouro com entrega prevista para dezembro caiu 0,59%, a US$ 1.908,80 a onça-troy

Ouro com entrega prevista para dezembro caiu 0,59%, a US$ 1.908,80 a onça-troy


VISUALHUNT.COM/DIVULGAÇÃO/JC
O ouro fechou o pregão desta terça-feira (6) em baixa, com menos busca por segurança no mercado após o presidente americano, Donald Trump, ter recebido alta do hospital ontem. O republicano continuará o tratamento para Covid-19 na Casa Branca.
O ouro fechou o pregão desta terça-feira (6) em baixa, com menos busca por segurança no mercado após o presidente americano, Donald Trump, ter recebido alta do hospital ontem. O republicano continuará o tratamento para Covid-19 na Casa Branca.
Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para dezembro caiu 0,59%, a US$ 1.908,80 a onça-troy, depois de ter alcançado o maior nível em duas semanas ontem.
"O ouro está perdendo terreno à medida que os investidores estão se concentrando em ações e ativos de risco", avaliam analistas do Swissquote Bank. "O presidente dos Estados Unidos, Trump, se recuperou o suficiente para receber alta do hospital e retornar à Casa Branca. Isso significa que parte da incerteza anterior se dissipou do mercado", comenta o analista de metais Daniel Briesemann, do Commerzbank, na mesma linha.
Em boletim médico divulgado hoje, a Casa Branca informou que Trump não apresenta mais sintomas de Covid-19 está com os sinais vitais estáveis.
Para os profissionais do Swissquote Bank, porém, a demanda por ouro tende a aumentar conforme se aproxima a eleição presidencial de 3 de novembro nos EUA. "Nesse cenário, o iminente impasse político relacionado à transferência de poder pesaria sobre os mercados financeiros, aumentando a demanda por ativos de refúgio como o ouro", afirmam, em relação ao fato de Trump não ter se comprometido com uma transição de poder pacífica, caso perca a eleição para Joe Biden, quando questionado por repórteres em setembro.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO