Porto Alegre, quarta-feira, 16 de setembro de 2020.
Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 16 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Crédito

- Publicada em 17h12min, 16/09/2020. Atualizada em 17h21min, 16/09/2020.

Pronampe: falta apenas R$ 1 bilhão para emprestar na segunda fase

 Programa se transformou na principal linha para empresas em dificuldades por causa da pandemia

Programa se transformou na principal linha para empresas em dificuldades por causa da pandemia


MARCO QUINTANA/JC
Patrícia Comunello
Falta apenas R$ 1 bilhão para esgotar o dinheiro do Fundo de Garantia de Operações (FGO) para cobrir os empréstimos na fase dois do Pronampe em todo o País. O programa se transformou na principal linha de crédito subsidiada para micro e pequenas empresas (MPEs) em dificuldades por causa de impactos da pandemia. No Rio Grande do Sul, Banrisul, Caixa, Itaú e Sicredi estavam ainda operando.  
Falta apenas R$ 1 bilhão para esgotar o dinheiro do Fundo de Garantia de Operações (FGO) para cobrir os empréstimos na fase dois do Pronampe em todo o País. O programa se transformou na principal linha de crédito subsidiada para micro e pequenas empresas (MPEs) em dificuldades por causa de impactos da pandemia. No Rio Grande do Sul, Banrisul, Caixa, Itaú e Sicredi estavam ainda operando.  
O relatório emitido pelo Banco do Brasi (BB), que gerencia o fundo, aponta que até essa terça-feira (15) foram usados R$ 11 bilhões para cobrir o risco de contratos com MPEs e profissionais liberais, que entraram na segunda etapa, que abriu no dia 3 e está tendo rápida saída. Na segunda etapa, foram autorizados R$ 12 bilhões para repasses.
No Rio Grande do Sul, já repassou R$ 1,135 bilhão em 25,8 mil contratos, segundo maior volume considerando os solicitantes atendidos. O Estado perdeu a segunda posição nos contratos no País. Minas Gerais agora ocupa a posição, com 27,4 mil contratos e R$ 1,5 bilhão emprestados. No Brasil, foram 204,3 mil contratos. 
Das instituições com foco maior de atuação no Estado, Banrisul soma quase R$ 200 milhões em quase 6,8 mil solicitações atendidas. Para esta fase, o banco teria até R$ 730 milhões - bem mais que o dobro do volume repassado na primeira etapa, mas a instituição alegou que concederia caso tivesse limite no FGO. A Sicredi já repassou quase R$ 1 bilhão, mas em 22 estados e no Distrito Federal. Mas o Estado responde por mais de 50% dos aportes.   
Comentários CORRIGIR TEXTO