Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

previdência

- Publicada em 03h00min, 18/08/2020.

INSS vai fazer prova de vida com 500 mil pessoas via foto de celular

Novidade vai fazer com que pensionistas e aposentados não precisem ir a uma agência bancária

Novidade vai fazer com que pensionistas e aposentados não precisem ir a uma agência bancária


MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inicia, na quinta-feira, a prova de vida dos segurados por biometria facial. De acordo com o instituto, cerca de 500 mil beneficiários de todo o país participarão dessa primeira fase de testes. A novidade vai permitir que aposentados e pensionistas passem a realizar o procedimento anual via o envio de uma espécie de selfie, sem a necessidade de ir a uma agência bancária.
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inicia, na quinta-feira, a prova de vida dos segurados por biometria facial. De acordo com o instituto, cerca de 500 mil beneficiários de todo o país participarão dessa primeira fase de testes. A novidade vai permitir que aposentados e pensionistas passem a realizar o procedimento anual via o envio de uma espécie de selfie, sem a necessidade de ir a uma agência bancária.
Os primeiros contatos com os segurados começam a ser realizados ainda nesta semana pelo INSS, por meio de mensagens enviadas pelo Meu INSS, central 135 e e-mail. Estes segurados, em sua maioria, afirma o órgão, já deveriam ter realizado o procedimento da prova de vida, portanto, é importante que realizem o procedimento caso sejam contatados pelo INSS.
Para realizar a biometria facial, o INSS afirma que usará a base de dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) e do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Serão selecionados, portanto, segurados que tenham carteira de motorista e título de eleitor.
Também será necessário acesso à internet e a um smarthphone. Caso o cidadão não tenha acesso a esses recursos, a prova de vida seguirá sendo realizada nas agências bancárias. "Vale salientar que este é um projeto-piloto de prova de vida por biometria. Portanto, nesta etapa, o INSS, em parceria com a Secretaria de Governo Digital e a Dataprev, farão os ajustes necessários para que o procedimento digital possa ser implementado com segurança, posteriormente, para todos os beneficiários", informa o órgão.
O INSS destaca, ainda, que o beneficiário que participar do teste e realizar a prova de vida por biometria terá o procedimento efetivado, ou seja, não é um teste. A fé de vida valerá e o segurado não precisará se deslocar até uma agência bancária para o processo. Caso o cidadão não tenha acesso à internet e a um smartphone, a prova de vida seguirá sendo realizada nas agências bancárias.
Com o uso do aplicativo Governo Digital (https://www.gov.br/pt-br/apps/meu-gov.br) o segurado enviará uma foto e será feito o reconhecimento facial por meio de prova de vivacidade e prova de identidade. Após essas duas etapas, o aplicativo indica se aquela pessoa é de fato a pessoa do CPF informado no cadastramento.
Comentários CORRIGIR TEXTO