Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 18h51min, 14/08/2020. Atualizada em 18h51min, 14/08/2020.

Bolsas de Nova Iorque fecham sem direção única, pressionadas por impasse em Washington

NEW YORK, NY - FEBRUARY 25: A sea of red hit the New York Stock Exchange as stock prices plunged for the second straight day on Tuesday, February 25, 2020 in New York City. Fueled by deepening concerns of the Coronavirus becoming a global pandemic, the S&P 500 fell roughly three percent, while the Dow Jones Industrial Average lost almost 900 points.   Scott Heins/Getty Images/AFP
== FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==

NEW YORK, NY - FEBRUARY 25: A sea of red hit the New York Stock Exchange as stock prices plunged for the second straight day on Tuesday, February 25, 2020 in New York City. Fueled by deepening concerns of the Coronavirus becoming a global pandemic, the S&P 500 fell roughly three percent, while the Dow Jones Industrial Average lost almost 900 points. Scott Heins/Getty Images/AFP == FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==


SCOTT HEINS/GETTY IMAGES/AFP/JC
As bolsas de Nova Iorque encerraram o último pregão da semana sem direção única, ainda pressionadas pela falta de acordo entre democratas e republicanos em Washington sobre um novo pacote fiscal. Indicadores econômicos divulgados nesta sexta-feira (14), como o sentimento do consumidor, porém, superaram as expectativas de analistas e garantiram um contraponto ao pessimismo no mercado.
As bolsas de Nova Iorque encerraram o último pregão da semana sem direção única, ainda pressionadas pela falta de acordo entre democratas e republicanos em Washington sobre um novo pacote fiscal. Indicadores econômicos divulgados nesta sexta-feira (14), como o sentimento do consumidor, porém, superaram as expectativas de analistas e garantiram um contraponto ao pessimismo no mercado.
O índice Dow Jones encerrou em alta de 0,12%, a 27.931,02 pontos, com ganho semanal de 1,81%. O S&P 500 recuou 0,02% hoje, a 3.372,85 pontos, mas registrou alta de 0,64% na semana. O Nasdaq caiu 0,21%, a 11.019,30 pontos, mas obteve avanço de 0,08% na comparação semanal.
"As negociações fiscais avançaram mais lentamente do que esperávamos", afirmam analistas do Citibank. Em coletiva de imprensa nesta tarde, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que concordaria em alocar mais dinheiro para o serviço postal do país, uma demanda da oposição, caso os democratas fizessem concessões e fechasse um acordo por mais estímulos à economia.
As tratativas entre os partidos Republicano e Democrata, entretanto, permanecem travados. "Um pacote fiscal de US$ 1,5 milhão é nosso caso base, mas as perspectivas e o cronograma para um acordo tornaram-se mais incertos", dizem os analistas do Citibank.
Trump comemorou hoje o crescimento de 3% na produção industrial dos EUA em julho, na comparação com o mês anterior, e voltou a prever um ano "inacreditável" em 2021, em termos econômicos. O presidente da distrital de Minneapolis do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Neel Kashkari, por outro lado, disse que o coronavírus se espalha "quase sem controle" pelo país e defendeu a necessidade de uma nova quarentena.
Outros dois indicadores importantes da economia americana foram divulgados hoje. As vendas no varejo subiram 1,2% em julho ante junho, abaixo das expectativas de analistas e impulsionadas por compras de automóveis. Já o índice de sentimento do consumidor americano, medido pela Universidade de Michigan, aumentou de 72,5 em julho para 72,8 na preliminar de agosto, acima das expectativas do mercado.
As ações da Boeing registraram alta de 1,92% hoje, o que garantiu o fechamento positivo do Dow Jones. Os papéis de Apple e Amazon, entretanto, caíram 0,09% e 0,41%, respectivamente.
 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO