Porto Alegre, sexta-feira, 31 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 31 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Conjuntura Internacional

- Publicada em 03h11min, 31/07/2020.

Para FMI, recuperação do mundo deverá ser 'parcial e desigual'

Economia global deve encolher quase 5% em 2020, afirmou Kristalina Georgieva

Economia global deve encolher quase 5% em 2020, afirmou Kristalina Georgieva


MARK WILSON/AFP/JC
A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, afirmou nesta quinta-feira (30), que a recuperação do mundo será "parcial e desigual", entre diferentes países e setores da economia. Além disso, alertou para que os formuladores das políticas pelo mundo não retirem estímulos "antes da hora", já que isso poderia atrapalhar a retomada, diante do choque causado pela pandemia da covid-19.
A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, afirmou nesta quinta-feira (30), que a recuperação do mundo será "parcial e desigual", entre diferentes países e setores da economia. Além disso, alertou para que os formuladores das políticas pelo mundo não retirem estímulos "antes da hora", já que isso poderia atrapalhar a retomada, diante do choque causado pela pandemia da covid-19.
Georgieva participou de evento do próprio FMI. Ela lembrou que a economia do mundo deve encolher quase 5% neste ano. "A pandemia afetará quase todos os países, que estarão mais pobres em dezembro de 2020 do que um ano atrás", afirmou. Ao mesmo tempo, a diretora destacou o esforço feito por medidas de bancos centrais e também de apoio fiscal dos países.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO