Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

conjuntura

- Publicada em 08h44min, 23/07/2020. Atualizada em 08h44min, 23/07/2020.

FGV: IPC-S desacelera a 0,53% na 3ª semana de julho, de 0,56% na anterior

Grupo Vestuário (de -0,16% para -0,24%) contribuiu para decréscimo

Grupo Vestuário (de -0,16% para -0,24%) contribuiu para decréscimo


LUIZA PRADO/JC
O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) perdeu tração na terceira semana de julho, informou nesta quinta-feira (23) a Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador subiu 0,53%, 0,03 ponto porcentual abaixo da semana anterior (0,56%).
O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) perdeu tração na terceira semana de julho, informou nesta quinta-feira (23) a Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador subiu 0,53%, 0,03 ponto porcentual abaixo da semana anterior (0,56%).
Das oito categorias que compõem o índice, três cresceram menos em relação a leitura anterior, sendo a mais relevante delas a do grupo Educação, Leitura e Recreação, com variação de 0,10% ante 0,74% antes. O item passagem aérea foi o destaque do grupo, de alta de 19,44% na semana anterior para 11,46% agora.
Também perderam fôlego Alimentação (de 0,29% para 0,11%), com pressão para baixo de hortaliças e legumes (-9,7% para -12,12%) e Vestuário (de -0,16% para -0,24%), puxado por artigos do vestuário (0,77% para 0,14%).
Outros cinco grupos tiveram aceleração nos preços: Habitação (0,4% para 0,53%), puxado por tarifa de eletricidade residencial (0,5% para 1,33%); Saúde e Cuidados Pessoais (0,27% para 0,39%), com artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,73% para -0,21%); Comunicação (0,51% para 0,61%), com mensalidade para TV por assinatura (0,94% para 1,66%); Transportes (0,47% para 0,51%), puxado por serviço de reparo em automóvel (0,28% para 1,01%); e Despesas Diversas (0,2% para 0,21%), com conselho e associação de classe (0,0% para 0,52%).
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO