Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

empreendedorismo

- Publicada em 15h19min, 02/07/2020. Atualizada em 10h17min, 03/07/2020.

Supera reúne iniciativas de apoio aos pequenos negócios de Porto Alegre durante a pandemia

Lançamento da plataforma Supera de apoio a pequenos empreendedores de Porto Alegre

Lançamento da plataforma Supera de apoio a pequenos empreendedores de Porto Alegre


/REPRODUÇÃO/JC
Roberta Mello
Os micro e pequenos empreendedores em dificuldade devido à pandemia e com dúvidas sobre quais os caminhos para fazer o negócio dar a volta por cima têm, agora, uma plataforma online que centraliza essas informações. A reunião de iniciativas de apoio aos negócios locais já existentes deu origem ao Supera, um site totalmente gratuito lançado nesta quinta-feira (2) voltado aos empreendedores porto-alegrenses. O projeto é resultado de uma parceria entre Pacto Alegre, Aliança pela Inovação e prefeitura de Porto Alegre.
Os micro e pequenos empreendedores em dificuldade devido à pandemia e com dúvidas sobre quais os caminhos para fazer o negócio dar a volta por cima têm, agora, uma plataforma online que centraliza essas informações. A reunião de iniciativas de apoio aos negócios locais já existentes deu origem ao Supera, um site totalmente gratuito lançado nesta quinta-feira (2) voltado aos empreendedores porto-alegrenses. O projeto é resultado de uma parceria entre Pacto Alegre, Aliança pela Inovação e prefeitura de Porto Alegre.
O portal pode ser acessado através do site do Pacto Alegre. Assim que entra, o usuário preenche um formulário com os dados pessoais e aponta qual está sendo o maior desafio do seu negócio neste momento. Em seguida, a plataforma vai indicar quais as saídas para deixar a crise pra trás e garantir a sobrevivência do negócio após a pandemia do novo coronavírus.
As soluções estão categorizadas em quatro grupos de ação: Quero Fazer Negócio, Quero Me Atualizar, Quero Ajuda e Ferramentas Para o Empreendedor. Ao todo, 29 serviços de apoio são oferecidos com o objetivo de preparar os negócios para a retomada econômica da Capital. Mais projetos podem ser incluídos na plataforma com o passar do tempo. Entre os serviços disponíveis agora estão cursos e oficinas, mentorias em gestão, conteúdos (como podcasts e programas online), e rede de assessoria empresarial.
Também são apresentadas plataformas para divulgação de produtos e serviços. O Sua Loja, do Sebrae, é um marketplace exclusivo para micro e pequenas empresas gaúchas. Outra opção é o Apoia Local, um aplicativo gratuito que utiliza geolocalização para conectar “quem quer com quem faz, de forma direta, sem terceirização e sem burocracia”.
Para o presidente do Sindilojas de Porto Alegre, Paulo Kruse, o trunfo do Supera está em oferecer a chance “de capacitação e esperança para quem está sem”. “O histórico da empresa é muito importante, mas a atitude para atualização é um diferencial”, afirmou. Para Kruse, no entanto, o desafio será conseguir chegar a quem realmente necessita: aquele empresário que muitas vezes não tem qualificação e está empreendendo por necessidade.
Para quem precisa de uma ajuda mais personalizada, o SOSPME, da Ufrgs em parceria com a Pucrs, oferece assessoria. São realizados dois encontros por webconferência e os empresários recebem uma lista de ações elaborada especialmente para cada empresa por equipes multidisciplinares.
A coordenadora do projeto Daniela Brauner, diz que os desafios mais ouvidos nos encontros virtuais são queda brusca de faturamento, dúvidas sobre como se reposicionar digitalmente e dificuldade em obter financiamentos e pagar os funcionários. "Precisamos estender a mão e mostrar os caminhos possíveis para impactar positivamente e ajudar a recuperar a economia da cidade e do Estado”, disse Daniela.
O coordenador do Pacto Alegre, Luiz Carlos Pinto da Silva Filho, lembra que o projeto Supera surgiu da provocação do prefeito Nelson Marchezan Jr. para que o grupo pensasse como a tecnologia poderia colaborar com a cidade durante e após a pandemia. Ao refletir sobre os desafios, Silva Filho disse que um dos pontos que mais preocupou o grupo foi a continuação dos pequenos negócios. Com expertise na criação de redes locais e de soluções criativas, o Pacto Alegre decidiu não inventar a roda, mas “contribuir dando visibilidade ao trabalho que já vem sendo feito pelas entidades para colaborar com os pequenos negócios”, salienta Silva Filho.
Também presente no encontro, Marchezan Jr. lançou, então, mais dois desafios. O primeiro: incluir mais serviços públicos na plataforma. E o segundo desafio é transformá-la em um movimento Supera Porto Alegre. Ele garantiu que sabe de todas as perdas econômicas sentidas pelas empresas de Porto Alegre e que disse que ter de interromper o funcionamento das atividades econômicas vai contra tudo que um gestor mais deseja fazer. "Mas é o que hoje tem de ser feito", salientou o prefeito. 
O superintendente do Sebrae/RS, André Godoy, lembrou da relevância de apoiar as micro e pequenas empresas (MPEs) para manter a economia brasileira girando. As MPEs representam 99% das empresas do país, 55% dos empregos formais, 46% da massa salarial e 27% do PIB brasileiro, enumerou Godoy.
Comentários CORRIGIR TEXTO