Porto Alegre, sexta-feira, 26 de junho de 2020.
Dia Internacional de Combate às Drogas.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 26 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 26/06 às 08h25min

Bolsas da Ásia e Pacífico seguem Nova Iorque e fecham majoritariamente em alta

Alta ocorreu apesar de temores com o aumento de novos casos de Covid-19 em alguns países

Alta ocorreu apesar de temores com o aumento de novos casos de Covid-19 em alguns países


FRED DUFOUR/AFP/JC
As bolsas da Ásia e do Pacífico encerram os negócios desta sexta-feira (26) majoritariamente em alta, seguindo o tom positivo dos mercados de Nova Iorque ontem, apesar de temores persistentes com o aumento de novos casos de coronavírus em alguns países, em especial nos EUA.
As bolsas da Ásia e do Pacífico encerram os negócios desta sexta-feira (26) majoritariamente em alta, seguindo o tom positivo dos mercados de Nova Iorque ontem, apesar de temores persistentes com o aumento de novos casos de coronavírus em alguns países, em especial nos EUA.
O índice acionário japonês Nikkei subiu 1,13% em Tóquio, a 22.512,08 pontos, e o sul-coreano Kospi avançou 1,05% em Seul, a 2.134,65 pontos. Na China continental e em Taiwan, um feriado manteve as bolsas locais fechadas pelo segundo dia consecutivo. Na Oceania, o mercado australiano também ficou no azul, com alta de 1,49% do S&P/ASX 200, a 5.904,10 pontos, graças principalmente ao bom desempenho de grandes bancos do país.
O bom humor predominou após as bolsas de Nova Iorque terminarem o pregão de ontem com altas superiores a 1%, com o setor financeiro puxando o movimento após uma medida de alívio regulatório para bancos nos EUA.
A exceção na Ásia foi a Bolsa de Hong Kong, que voltou de um feriado com queda de 0,93% do Hang Seng, a 24.549,99 pontos. Ontem, o Senado americano aprovou uma proposta para impor sanções a autoridades e empresas chinesas envolvidas na aplicação de novas leis de segurança nacional em Hong Kong.
Comentários