Porto Alegre, segunda-feira, 22 de junho de 2020.
Dia do Aeroviário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 22 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Coronavírus

22/06/2020 - 10h33min. Alterada em 22/06 às 10h36min

Regiões de Caxias do Sul e Uruguaiana retornam para bandeira laranja nesta segunda

Cinco regiões passaram da bandeira laranja para a vermelha, que tem mais restrições

Cinco regiões passaram da bandeira laranja para a vermelha, que tem mais restrições


GOVERNO RS/DIVULGAÇÃO/JC
Na sétima rodada do Distanciamento Controlado, cujo mapa preliminar foi divulgado no sábado (20), quatro regiões apresentaram melhora nos indicadores de propagação da Covid-19 e da capacidade de atendimento do sistema de saúde e passaram para bandeiras menos restritivas. Essas quatro novas bandeiras estão valendo a partir desta segunda-feira (22). Outras cinco regiões apresentaram piora e estão com bandeira vermelha.
Na sétima rodada do Distanciamento Controlado, cujo mapa preliminar foi divulgado no sábado (20), quatro regiões apresentaram melhora nos indicadores de propagação da Covid-19 e da capacidade de atendimento do sistema de saúde e passaram para bandeiras menos restritivas. Essas quatro novas bandeiras estão valendo a partir desta segunda-feira (22). Outras cinco regiões apresentaram piora e estão com bandeira vermelha.
As regiões de Caxias do Sul e Uruguaiana, que eram as duas únicas regiões com bandeira vermelha (risco alto) na última semana, migraram para laranja (risco médio). Bagé e Santa Rosa também progrediram, saindo da bandeira laranja para a amarela (risco baixo). Essas quatro regiões já podem adotar protocolos menos restritivos até a próxima segunda-feira (29).
Conforme o governador Eduardo Leite esclareceu na transmissão ao vivo de sábado (20), as oito regiões que apresentaram piora nos indicadores ainda não mudam as bandeiras. Pela primeira vez, o governo abriu prazo para que as associações de municípios pudessem apresentar recurso.
O período de 24 horas pré-determinado se encerrou no final da tarde de domingo. Na manhã desta segunda-feira, o Gabinete de Crise analisa os pedidos de revisão bandeiras recebidos e divulgará, nesta tarde, as bandeiras definitivas, que serão vigentes a partir de terça-feira (23).
Portanto, as regiões de Porto Alegre, Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Canoas e Palmeira das Missões, que migraram de bandeira laranja para vermelha, e Pelotas, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul, que passaram de amarela para laranja, ainda não estão com restrições mais rigorosas em vigor.
O procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, lembra que o Decreto 55.321 já determina que, a partir da próxima rodada do Distanciamento Controlado, a ser divulgada preliminarmente na sexta-feira (26), as regiões que tiverem melhora nos indicadores e forem classificadas em uma bandeira menos restritiva, essa nova bandeira já terá vigência à 0h de sábado (27). Ou seja, não haverá necessidade de aguardar o Gabinete de Crise para a determinação do mapa semanal definitivo.
Comentários