Porto Alegre, quinta-feira, 21 de maio de 2020.
Dia Mundial do Desenvolvimento Cultural.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 21 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

mercado financeiro

21/05/2020 - 09h48min. Alterada em 21/05 às 09h48min

Dólar abre em alta com exterior, mas cai após fala de Campos Neto

Próximo das 9h30min, moeda americana tinha queda de 0,62%, cotada a R$ 5,65

Próximo das 9h30min, moeda americana tinha queda de 0,62%, cotada a R$ 5,65


MARCELLO CASAL JR/ABR /JC
O dólar abriu em alta modesta nesta quinta-feira (21) após a forte queda da véspera, diante da cautela no exterior e com o cenário político local no radar. Logo depois, o mercado inverteu para baixo, precificando a possibilidade de o Banco Central poder aumentar sua atuação no câmbio, se for necessário, conforme afirmou o presidente do BC, Roberto Campos Neto, em videoconferência com empresários na noite de quarta.
O dólar abriu em alta modesta nesta quinta-feira (21) após a forte queda da véspera, diante da cautela no exterior e com o cenário político local no radar. Logo depois, o mercado inverteu para baixo, precificando a possibilidade de o Banco Central poder aumentar sua atuação no câmbio, se for necessário, conforme afirmou o presidente do BC, Roberto Campos Neto, em videoconferência com empresários na noite de quarta.
Às 9h33min, o dólar á vista caía 0,62%, a R$ 5,6514. O dólar para junho recuava 0,66%, a R$ 5,6590. Em relação à política monetária e econômica, a leitura é de que a autoridade monetária reforçou o cenário de que a taxa Selic pode cair, mas não muito mais.
Comentários