Porto Alegre, sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Dia do Trânsito.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Combustíveis

- Publicada em 11h34min, 16/04/2020.

Lojas de conveniência poderão abrir em qualquer dia ou horário

Decreto libera a abertura das lojas, mas proíbe aglomeração de pessoas no interior

Decreto libera a abertura das lojas, mas proíbe aglomeração de pessoas no interior


FREDY VIEIRA/ARQUIVO/JC
As lojas de conveniência de postos de combustíveis situados no Rio Grande do Sul poderão funcionar, a partir de agora, em qualquer dia e horário, independentemente de sua localização. A mudança está no Decreto Estadual nº 55.184, publicado nesta quinta-feira (16) e era uma demanda do setor varejista de combustíveis.
As lojas de conveniência de postos de combustíveis situados no Rio Grande do Sul poderão funcionar, a partir de agora, em qualquer dia e horário, independentemente de sua localização. A mudança está no Decreto Estadual nº 55.184, publicado nesta quinta-feira (16) e era uma demanda do setor varejista de combustíveis.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
“Em muitas cidades, as lojas estão fazendo o papel de mercados e padarias, precisando operar por mais dias e horas”, justifica o presidente do Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro), João Carlos Dal’Aqua. Ele acrescenta que a medida também ajudará a desafogar as aglomerações em supermercados e auxiliará na manutenção dos empregos, já que há postos onde, neste momento de crise, as lojas estão funcionando como atividade essencial.
Dal’Aqua destaca ainda que, embora o funcionamento das lojas tenha sido viabilizado, está vedada a permanência dos consumidores no estabelecimento após o tempo necessário para a compra dos produtos. “Os postos têm que estar atentos, no entanto, às regras do decreto que proíbem a aglomeração ou permanência de pessoas nas áreas de circulação do posto ou da loja de conveniência, estando abertos ou fechados”, alerta o dirigente sindical.
Comentários CORRIGIR TEXTO