Porto Alegre, quinta-feira, 26 de março de 2020.
Aniversário de Porto Alegre. Dia do Cacau.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de março de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

mercado financeiro

25/03/2020 - 15h33min. Alterada em 25/03 às 15h33min

Bolsas da Europa fecham em alta com estímulo econômicos dos EUA e Alemanha

O índice Stoxx 600 encerrou o pregão alta de 3,09%, a 313,38 pontos

O índice Stoxx 600 encerrou o pregão alta de 3,09%, a 313,38 pontos


JONATHAN HECKLER/JC
As bolsas da Europa fecharam mais um dia de alta, um pouco mais contida nesta quarta-feira (25), ainda sob impacto positivo do megapacote de estímulos dos Estados Unidos para mitigar o impacto econômico da pandemia de Covid-19. A Alemanha ganhou protagonismo ao confirmar um pacote inédito na história do país, cerca de 750 bilhões de euros.
As bolsas da Europa fecharam mais um dia de alta, um pouco mais contida nesta quarta-feira (25), ainda sob impacto positivo do megapacote de estímulos dos Estados Unidos para mitigar o impacto econômico da pandemia de Covid-19. A Alemanha ganhou protagonismo ao confirmar um pacote inédito na história do país, cerca de 750 bilhões de euros.
O índice Stoxx 600 encerrou o pregão alta de 3,09%, a 313,38 pontos.
No noticiário europeu, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, confirmou o pacote de estímulo no valor de aproximadamente 750 bilhões de euros (US$ 810 bilhões) para mitigar o impacto do coronavírus. As medidas foram aprovadas na Câmara Baixa (Bundestag) do Parlamento hoje, incluindo um orçamento suplementar financiado por dívida de 156 bilhões de euros e um fundo de estabilização no valor de 600 bilhões de euros para empréstimos a empresas em dificuldades.
Para que o pacote seja implementado, o Bundestag teve que aprovar pela primeira vez na história a suspensão da trava da dívida pública prevista em Constituição. Assim, o pacote que tem como objetivo salvar empregos e empresas, apoiar hospitais e garantir a subsistência e a moradia dos cidadãos, pode seguir para aprovação do Bundesrat (equivalente ao Senado).
O índice FTSE 100, da Bolsa de Londres, encerrou o dia em alta de 4,45%, a 5.688,20 pontos. As ações do Barclays subiram 2,58%, da Antofagasta ganharam 3,55%, enquanto as da BHP tiveram valorização de 2,14%.
Em Frankfurt, o índice DAX terminou em alta de 1,79%, a 9.874,26 pontos. Destaque para as ações da Volkswagen que permaneceram em ritmo de alta desde ontem, fechando em elevação de 4,61%. Já as ações da Lufthansa, que dispararam no dia anterior, hoje fecharam em queda de 3,25%.
A Capital Economics afirma, em relatório enviado a clientes que "agora parece provável que os formuladores de políticas da zona do euro explorem a capacidade de empréstimo do Mecanismo Europeu de Estabilidade(ESM, na sigla em inglês), que pode oferecer ajuda financeira a todos os Estados membros para combater o impacto do coronavírus. "Isso deve ser bastante fácil de fazer, mas, por si só, é provável que seja muito pequeno para fazer diferença", avalia a instituição.
Líderes da União Europeia devem endossar um proposta sobre como utilizar o ESM na quinta-feira, segundo esboço de comunicado ao qual a Bloomberg teve acesso. Os integrantes da UE também pedirão que as especificações técnicas necessárias da proposta sejam concluídas na próxima semana.
Sobre o coronavírus, o governo do Reino Unido informou que dentro de "alguns dias", kits de testes caseiros estarão disponíveis no comércio britânico. Foram comprados 3,5 milhões de testes pelo governo e estarão disponíveis nas redes de farmácia britânicos. No caso das pessoas que se autoisolaram por considerarem estar com sintomas da doença, o material poderá se entregue pela Amazon.
Ainda no Velho Continente, ficaram em segundo plano alguns indicadores, como o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Reino Unido, que subiu 1,7% em fevereiro ante igual mês do ano passado, desacelerando em relação ao ganho anual de 1,8% observado em janeiro. E o índice de sentimento das empresas da Alemanha, que caiu de 96 pontos em fevereiro para 86,1 pontos em março, registrando sua maior queda desde a reunificação das Alemanhas.
Em Paris, o índice CAC 40 avançou 4,47%, a 4.432,30 pontos.O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, subiu 1,74%, a 17.243,88 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 subiu 3,35%, a 6.942,40 pontos, e o PSI 20, de Lisboa, avançou 1,91%, a 3.955,62 pontos.