Porto Alegre, sexta-feira, 13 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Conjuntura

Notícia da edição impressa de 13/03/2020. Alterada em 13/03 às 03h00min

Não há espaço para reduzir tributos, diz Mansueto

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou, nesta quinta-feira, que não há espaço no Orçamento para reduzir a carga tributária de empresas como resposta à crise provocada pelo coronavírus. É uma resposta ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que pretende desonerar a folha de pagamentos e zerar PIS/Cofins do querosene de aviação.
O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou, nesta quinta-feira, que não há espaço no Orçamento para reduzir a carga tributária de empresas como resposta à crise provocada pelo coronavírus. É uma resposta ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que pretende desonerar a folha de pagamentos e zerar PIS/Cofins do querosene de aviação.
Para Mansueto, o governo pode tomar ainda medidas para reanimar a economia, mas com impacto pequeno no Orçamento. Ele citou o apoio de bancos públicos para pequenas e médias empresas como um exemplo.