Porto Alegre, terça-feira, 21 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 21 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Varejo

- Publicada em 20h58min, 20/02/2020. Atualizada em 09h11min, 21/02/2020.

Carnaval aquece negócios no comércio de fantasias

Marlene, da 1001 Novidades, garante que estoques estão acabando

Marlene, da 1001 Novidades, garante que estoques estão acabando


/NÍCOLAS CHIDEM/JC
Adriana Lampert
Às vésperas do Carnaval, lojistas da Capital já comemoram as vendas de fantasias e acessórios, principalmente se comparadas com as que anteciparam o feriado em 2019. Aquecidos principalmente pela demanda ocorrida por conta do desfile do Bloco da Laje, que levou 20 mil pessoas às ruas de Porto Alegre no último domingo de janeiro, os negócios do segmento devem ter alta real em torno de 4%, segundo estimativa do Sindilojas-Porto Alegre.
Às vésperas do Carnaval, lojistas da Capital já comemoram as vendas de fantasias e acessórios, principalmente se comparadas com as que anteciparam o feriado em 2019. Aquecidos principalmente pela demanda ocorrida por conta do desfile do Bloco da Laje, que levou 20 mil pessoas às ruas de Porto Alegre no último domingo de janeiro, os negócios do segmento devem ter alta real em torno de 4%, segundo estimativa do Sindilojas-Porto Alegre.
O presidente da entidade, Paulo Kruse, afirma que a movimentação no comércio por conta do Carnaval - carro-chefe do segmento de fantasias -, tem sido um alento inclusive para outros ramos de confecção. "Algumas lojas infantis, por exemplo, aproveitaram a época propícia, de final de férias e do verão, para ofertar fantasias."
Contando com uma clientela cativa, que participa dos desfiles das escolas de samba no Estado, a proprietária da 1001 Novidades Festas e Fantasias, Marlene Campos, afirma que os estoques de alguns produtos da loja estão na reta final. "As vendas deste ano estão bem aquecidas, tivemos um incremento em torno de 15% só em janeiro, devido ao principal bloco de rua da cidade", afirma a empresária. Acessórios como saias de tule, colares, asas de anjos estão entre os produtos mais requisitados.
"Nossa expectativa é de que as vendas da segunda quinzena de fevereiro cresçam 20% se comparadas às das duas semanas que antecederam o Carnaval de 2019 (quando houve queda dos resultados frente ao evento do ano anterior)", afirma Marlene. Segundo a lojista, os preços "estáveis" ajudam na hora da compra. "Em média, as pessoas estão conseguindo compor fantasias completas sem gastar mais que R$ 50,00", calcula.
A operadora de loja da Linna Festas, Dienifer Batista da Silva, comenta que os produtos para o público adulto têm tido procura superior aos destinados às crianças. "As saídas do Bloco da Laje agregam bastante nas vendas de acessórios para adultos, principalmente marabus, óculos, tiaras, glitters e saias de tule." A procura foi tanta, que o estoque está quase no fim, observa Dienifer. Já as fantasias prontas para o público infantil - com temáticas de personagens de desenhos animados estão inclusive em oferta na loja. "Atualmente, estas peças estão à venda pela metade do preço praticamente."
"Algumas fantasias fresquinhas, como de havaianas, Mulher Maravilha, Bambam e Fred Flintstone estão tendo saída", contrapõe a proprietária da 1001 Noites Festas e Fantasias. "Durante o decorrer do ano, a procura por fantasias para o público infantil é mais forte do que no carnaval", pondera. As lojas seguem abertas no sábado e na segunda-feira, para atender à demanda dos foliões de última hora. "Ainda tem algumas saias de tule, serpentinas, e adereços como tiaras de sol e de lua, ou com flores, além de plumas, chicotes, e máscaras - desde as mais simples, que custam R$ 15,00 até as máscaras venezianas, mais elaboradas e com valor um pouco maior, que pode chegar a R$ 280,00.
Comentários CORRIGIR TEXTO