Porto Alegre, terça-feira, 18 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 11/02/2020. Alterada em 11/02 às 03h00min

Aftosa é tema de seminários no Interior

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) promove um novo ciclo de seminários para apresentar o trabalho desenvolvido pelo Rio Grande do Sul para a evolução dos status sanitário de livre de aftosa sem vacinação. Os trabalhos ocorrerão em Cachoeira do Sul, Passo Fundo e Santo Ângelo, e se iniciam na sexta-feira.

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) promove um novo ciclo de seminários para apresentar o trabalho desenvolvido pelo Rio Grande do Sul para a evolução dos status sanitário de livre de aftosa sem vacinação. Os trabalhos ocorrerão em Cachoeira do Sul, Passo Fundo e Santo Ângelo, e se iniciam na sexta-feira.

"Os objetivos destes eventos são a discussão do Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (Pnefa), o compartilhamento de responsabilidades e o fortalecimento de parcerias entre os agentes envolvidos e o debate das condições sustentáveis de garantias do status livre de aftosa sem vacinação", diz o secretário da Agricultura, Covatti Filho.

A Seapdr apresentou no final de janeiro as ações que deverão ser tomadas para que o Rio Grande do Sul possa evoluir o status sanitário para zona livre de aftosa sem vacinação. Até o momento, no Brasil, apenas os estados de Santa Catarina e Paraná conquistaram o status.