Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de fevereiro de 2020.
Dia do Agente de Defesa Ambiental.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Estradas

06/02/2020 - 11h37min. Alterada em 06/02 às 15h30min

Governo Leite promete finalizar ERS-118 até o fim de 2020

Conclusão da ERS-118, na Região Metropolitana, usará recursos do BNDES, de R$ 131 milhões

Conclusão da ERS-118, na Região Metropolitana, usará recursos do BNDES, de R$ 131 milhões


LUIZA PRADO/CIDADES
A conclusão da duplicação de uma das rodovias mais importantes na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) pode finalmente ficar pronta acabando com uma espera de 20 anos. O governo de Eduardo Leite planeja concluir a duplicação da ERS-118 até o fim de 2020, disse o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, na manhã desta quinta-feira (6).
A conclusão da duplicação de uma das rodovias mais importantes na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) pode finalmente ficar pronta acabando com uma espera de 20 anos. O governo de Eduardo Leite planeja concluir a duplicação da ERS-118 até o fim de 2020, disse o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, na manhã desta quinta-feira (6).
A entrega da duplicação da 118 será assegurada por verbas já captadas do BNDES, que somam R$ 131 milhões, mais R$ 33 milhões de contrapartida do Estado. É o maior valor destinado a uma obra específica.
A execução da obra é feita em diversos pontos. Entre o km 0 e 5, em Sapucaia do Sul, próximo à Rodovia do Parque (BR-448), foram içadas vigas. Também está em execução a ampliação do viaduto da Trensurb, intervenções em ruas laterais, restauração da pista antiga, acessos ao viaduto Theodomiro, às pontes do Arroio Sapucaia e à transposição do poliduto da Transpetro.
Costella também informou que as rodovias do Rio Grande do Sul contarão com R$ 220 milhões para investimentos este ano. Os recursos são do caixa do Estado. A cifra supera os R$ 170 milhões investidos no ano passado pela pasta.
Os aportes permitirão obras como recuperação e construção de acessos asfálticos a municípios. Os trechos das ERS 168 (entre Santiago e Bossoroca), 165 (Rolador e Cerro Largo) e 377 (entre Capão do Cipó a Santa Tecla) são as prioridades. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia