Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Tributos

- Publicada em 03h00min, 06/02/2020.

Proposta de Bolsonaro sobre ICMS é criticada por Eduardo Leite e João Doria

Caxias do Sul - Governador Eduardo Leite visita fábrica da Randon - indústria automotiva

Caxias do Sul - Governador Eduardo Leite visita fábrica da Randon - indústria automotiva


/FELIPE DALLA VALLE/PALÁCIO PIRATINI/DIVULGAÇÃO/JC
Em Caxias do Sul, o governador Eduardo Leite contestou a forma como o presidente da República, Jair Bolsonaro, lançou a ideia de mudar a forma de tributação do ICMS sobre o combustível. Para Leite, o assunto não pode ser tratado por meio das redes sociais ou no enfrentamento entre União e estados. "Isso não resolve, precisamos é do debate responsável", argumentou.
Em Caxias do Sul, o governador Eduardo Leite contestou a forma como o presidente da República, Jair Bolsonaro, lançou a ideia de mudar a forma de tributação do ICMS sobre o combustível. Para Leite, o assunto não pode ser tratado por meio das redes sociais ou no enfrentamento entre União e estados. "Isso não resolve, precisamos é do debate responsável", argumentou.
Mais cedo, em uma nova escalada da tensão com os governadores, o presidente Jair Bolsonaro disse que aceita baixar os tributos federais sobre combustíveis caso os chefes dos governos estaduais façam o mesmo com o ICMS.
"Eu zero o federal se eles zerarem o ICMS. Está feito o desafio aqui, agora. Eu zero o federal hoje, eles zeram o ICMS. Se topar, eu aceito. Tá ok?", disse Bolsonaro.
O governador de São Paulo, João Doria, também subiu o tom. Afirmou que a declaração de Bolsonaro é "pouco responsável" e "populista".
Durante o fim de semana, Bolsonaro publicou críticas em suas redes sociais aos gestores estaduais por, segundo ele, represarem a redução recente nos preços de gasolina e diesel nas refinarias da Petrobras. Ontem, a Petrobras anunciou a quarta diminuição seguida nos preços dos combustíveis - a gasolina nas refinarias ficará 4,3% mais barata.
Segundo Doria, os governadores têm tratado o assunto com "seriedade e responsabilidade fiscal", e é preciso diálogo. O tucano criticou a postura de Bolsonaro, que não abriu diálogo sobre o tema antes das declarações públicas.
Comentários CORRIGIR TEXTO