Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Trabalho

- Publicada em 20h29min, 30/01/2020. Atualizada em 21h51min, 30/01/2020.

Bolsonaro assina MP que eleva salário mínimo para R$ 1.045,00

Valor da nova MP assinada por Bolsonaro representa acréscimo de R$ 6,00 sobre o de 31 de dezembro de 2019

Valor da nova MP assinada por Bolsonaro representa acréscimo de R$ 6,00 sobre o de 31 de dezembro de 2019


ALAN SANTOS/PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA/DIVULGAÇÃO/JC
O Palácio do Planalto informou, no início da noite desta quinta-feira (30), que o presidente da República, Jair Bolsonaro, editou e assinou texto da Medida Provisória (MP) que fixa, a partir do dia 1º de fevereiro, o salário mínimo em R$ 1.045,00. O valor representa acréscimo de R$ 6,00 em relação ao estabelecido pela MP de 31 de dezembro de 2019, em R$ 1.039,00.
O Palácio do Planalto informou, no início da noite desta quinta-feira (30), que o presidente da República, Jair Bolsonaro, editou e assinou texto da Medida Provisória (MP) que fixa, a partir do dia 1º de fevereiro, o salário mínimo em R$ 1.045,00. O valor representa acréscimo de R$ 6,00 em relação ao estabelecido pela MP de 31 de dezembro de 2019, em R$ 1.039,00.
O valor do salário mínimo até então vigente era de R$ 1.039,00 e fora calculado levando em conta a projeção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor - INPC para o mês de dezembro. A alteração se mostra necessária para adequar o valor do salário mínimo à efetiva variação do INPC, divulgada em 10 de janeiro de 2020 pelo Banco Central", informou o Planalto. O texto será publicado na edição desta sexta-feira, 31, do Diário Oficial da União (DOU)
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO