Porto Alegre, quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020.
Dia do Esportista.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR

Saneamento

Notícia da edição impressa de 30/01/2020. Alterada em 06/02 às 09h45min

Corsan prevê investimentos de R$ 240 milhões na Região das Hortênsias

Presidente da Corsan, Barbuti anunciou projeto

Presidente da Corsan, Barbuti anunciou projeto


LUIZA PRADO/JC
Reunida com a comunidade da região das Hortênsias na prefeitura de Canela, a Corsan informou que as obras de melhoria para solucionar os problemas de abastecimento de água receberão R$ 240 milhões.
O diretor-presidente da Corsan, Roberto Barbuti, falou sobre o plano em linhas gerais e relembrou ações executadas no município onde, a exemplo da vizinha Gramado (para onde a água vai após ser tratada), houve crescimento maior em relação ao esperado pela própria companhia nos últimos anos. "Os investimentos têm que ser compatíveis com o aumento", afirmou.
Serão três etapas. A primeira delas, a ser finalizada até dezembro deste ano, prevê - entre outras ações - a abertura de dois poços para captação de água do aquífero Guarani no município vizinho (Vale do Quilombo e Várzea Grande). Já as etapas 2 e 3 contemplam, respectivamente, um reservatório de 2.000 m³ no ExpoGramado e no Aspen.
A Corsan pretende finalizar o plano para aumentar a distribuição de água em 77% até 2024. Quanto ao esgotamento sanitário, o índice é de apenas 16% de execução em Canela. Com a nova ETE Santa Terezinha e mais quatro ETEs compactadas, a meta é chegar a 56% até 2022, por meio de parceria público-privada.
Pra a distribuição de água, deverão ser investidos R$ 90 milhões. Outros R$ 150 milhões irão para o esgotamento sanitário, totalizando R$ 240 milhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

EXPEDIENTE

2020