Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de janeiro de 2020.
Feriado nos EUA: Dia de Martin Luther King.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

energia

Alterada em 21/01 às 17h02min

Aneel homologa parcialmente resultado do leilão A-6

Além das hidrelétricas, eólicas e térmicas, também foram contratadas 11 usinas solares fotovoltaicas

Além das hidrelétricas, eólicas e térmicas, também foram contratadas 11 usinas solares fotovoltaicas


REDE LA SALLE/DIVULGAÇÃO/JC
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta terça-feira (21) homologar parcialmente o resultado do Leilão A-6 de 2019. O certame é destinado à contratação de novos empreendimentos de geração de energia a partir de fontes diversas, como hidrelétrica, eólica, solar fotovoltaica e termelétrica (a partir de biomassa, de gás natural e de carvão mineral nacional). O início do suprimento de energia está previsto para 1º de janeiro de 2025.
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta terça-feira (21) homologar parcialmente o resultado do Leilão A-6 de 2019. O certame é destinado à contratação de novos empreendimentos de geração de energia a partir de fontes diversas, como hidrelétrica, eólica, solar fotovoltaica e termelétrica (a partir de biomassa, de gás natural e de carvão mineral nacional). O início do suprimento de energia está previsto para 1º de janeiro de 2025.
De acordo com a agência, dos 91 empreendimentos contratados, 58 atenderam aos requisitos estipulados no edital. No total, foram contratados 27 empreendimentos hídricos, dos quais 19 são pequenas centrais hidrelétricas e seis centrais geradoras hidrelétricas. Também foram contratadas 44 usinas eólicas, 11 usinas solares fotovoltaicas e 9 usinas térmicas, sendo seis movidas a biomassa e três a gás natural, o que soma 1.155 megawatts (MW) de energia contratada.
O leilão, realizado em 19 de outubro do ano passado, negociou contratos de energia de 91 novos projetos de geração, com investimento previsto de R$ 11 bilhões. O certame teve preço médio de venda de energia de R$ 171,85 por megawatt-hora e deságio médio de 33,73%.
Agência Brasil
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia