Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de dezembro de 2019.
Dia Internacional dos Voluntários.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Imprensa

Alterada em 05/12 às 17h55min

BTG Pactual arremata revista Exame, do Grupo Abril, por R$ 72 milhões

A revista Exame, do Grupo Abril, foi arrematada nesta quinta-feira (5) pelo BTG Pactual, pelo valor mínimo de R$ 72,374 milhões. O banco foi o único a se habilitar para o leilão, que fazia parte do plano de recuperação judicial do grupo. "O leilão da Exame faz parte da estratégia de reestruturação da companhia", disse a companhia, dona da Exame, Veja e Claudia, em nota.
A revista Exame, do Grupo Abril, foi arrematada nesta quinta-feira (5) pelo BTG Pactual, pelo valor mínimo de R$ 72,374 milhões. O banco foi o único a se habilitar para o leilão, que fazia parte do plano de recuperação judicial do grupo. "O leilão da Exame faz parte da estratégia de reestruturação da companhia", disse a companhia, dona da Exame, Veja e Claudia, em nota.
A operação ainda terá de passar por aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).
Para o BTG Pactual, a compra da revista Exame, que tem uma cobertura especializada em negócios, está de acordo com as estratégias do banco, que também quer utilizar a plataforma digital da publicação, que tem foco em coberturas de finanças pessoais e investimentos, para se aproximar de seus clientes.
Várias instituições financeiras seguem a mesma linha, como o site InfoMoney, que pertence à corretora XP Investimentos.
Fontes a par do assunto afirmaram que a edição impressa da Exame continuará focada em negócios, mas também reforçará matérias de empreendedorismo.
O jornal O Estado de S. Paulo apurou que não há interesse do banco em outros títulos, como a revista semanal Veja. Procurado, o BTG confirmou sua participação no leilão da Unidade Produtiva Individual Exame.
Para o Grupo Abril, a venda do ativo "foi a alternativa que melhor se apresentou para equacionar algumas das obrigações da empresa dentro do atual contexto de mercado e da própria companhia".
O plano de recuperação da Abril foi aprovado em agosto. Um dos pilares do plano, que ainda precisa ser aprovado pela Justiça, era a venda da revista Exame.
Estadão Conteúdo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia