Porto Alegre, quinta-feira, 23 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 23 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Relações Internacionais

- Publicada em 10h58min, 05/12/2019. Atualizada em 11h02min, 05/12/2019.

Bolsonaro chega à Cúpula do Mercosul acompanhado de 7 ministros

Encontro dos presidentes ocorre no SPA do Vinho, que teve a segurança reforçada pelo Exército

Encontro dos presidentes ocorre no SPA do Vinho, que teve a segurança reforçada pelo Exército


THIAGO COPETTI/ESPECIAL/JC
Thiago Copetti, com agências
O presidente da República, Jair Bolsonaro, chegou na manhã desta quinta-feira (5) ao local da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, em Bento Gonçalves. Segundo a agenda, Bolsonaro deve ter primeiro uma reunião com o presidente paraguaio Mario Abdo Benítez, que assume nesta data a presidência do bloco.
O presidente da República, Jair Bolsonaro, chegou na manhã desta quinta-feira (5) ao local da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, em Bento Gonçalves. Segundo a agenda, Bolsonaro deve ter primeiro uma reunião com o presidente paraguaio Mario Abdo Benítez, que assume nesta data a presidência do bloco.
Bolsonaro chegou acompanhado de sete ministros: Paulo Guedes, da Economia; Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central; Ernesto Araújo, das Relações Exteriores; Tereza Cristina, da Agricultura; Fernando Mandetta, da Saúde; Onyx Lorenzoni, da Casa Civil; e Osmar Terra, da Cidadania.
Bento Gonçalves parou na manhã para receber a comitiva presidencial. A segurança foi reforçada com tropas do Exército espalhadas por toda a cidade, inclusive com tanque na entrada do município. A Polícia Federal também está reforçando a segurança, com helicóptero sobrevoando a cidade. O encontro ocorre no SPA do Vinho. 
A reunião plenária entre os chefes de Estado dos países membro do Mercosul e Associados está marcada para as 11 horas.
Às 12h30, serão assinados os atos acordados nessa cúpula. São esperados acordos sobre proteção mútua de indicações geográficas e tratados sobre transporte de produtos perigosos, sobre serviços financeiros, uma cooperação para defesa do consumidor e de reconhecimento mútuo de assinaturas digitais.
Além disso, em termos bilaterais, os técnicos discutem os termos de um acordo automotivo com o Paraguai e, ainda, a ampliação de voos semanais entre Brasil e Argentina - de 133 para 170.
Bolsonaro tem ainda na programação o plantio de vinhas e um almoço, marcado para 13h40.
Há previsão de uma declaração à imprensa às 14h45. O presidente deve deixar Bento Gonçalves às 17h40, segundo a agenda divulgada.
Comentários CORRIGIR TEXTO