Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 02 de dezembro de 2019.
Dia Nacional do Astrônomo. Dia do Samba. Dia Pan-Americano da Saúde.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Gestão

Edição impressa de 02/12/2019. Alterada em 02/12 às 03h00min

Smile Flame utiliza impacto social para empreender

Impacto social como ferramenta de aproximação entre o setor corporativo e os consumidores. A empresa Smile Flame atua desta forma no mercado e para detalhar este modelo inovador de empreender, a Associação de Dirigentes Cristãos de Empresa de Porto Alegre (ADCE) convidou para o encontro Líderes em Debate, o empresário Daniel Mattos, CEO da Smile Flame, no Café Coworking, no Parque Científico e Tecnológico da Pontifícia Universidade Católica (Pucrs).

Com a temática Responsabilidade social: como aliar geração de valor e geração de riqueza, o encontro, realizado na semana passada, foi conduzido por Mattos, que salientou que é possível fazer o que se gosta e ao mesmo tempo empreender de um modo positivo. Mattos informou que a Smile Flame foi fundada em 2013 e passou a desenvolver projetos sociais justamente para impactar um público ou necessidade específica de cada cliente.

O empresário disse que a Smile Flame atua a partir de três pilares. O primeiro deles é "Unindo universos opostos para criar soluções inovadoras". O segundo, "não queremos mudar o que está errado, e sim construir o que está certo. Chamar atenção para os problemas é só o primeiro passo, viemos trazer soluções". E em terceiro, o impacto social. "Os projetos que criamos só fazem sentido quando estamos mudando a vida de pessoas para melhor".

Entre os projetos, o empresário citou o "Skate no Asilo", realizado anualmente, desde 2013. Trata-se de uma competição de skate, com desportistas de Porto Alegre, que de modo voluntário participam da atividade no Asilo Padre Cacique. Ele explicou que o evento motiva os idosos, que participam como jurados, ocorrendo ao mesmo tempo uma aproximação entre gerações.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia