Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de novembro de 2019.
Feriado nos EUA - Dia de Ação de Graças.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Trabalho

Edição impressa de 27/11/2019. Alterada em 27/11 às 03h00min

Saque-aniversário soma quase 1 milhão de adesões

Cálculo é que operação injete R$ 6 bilhões na economia em 2020

Cálculo é que operação injete R$ 6 bilhões na economia em 2020


/MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, informou que quase 1 milhão de pessoas aderiram ao chamado saque-aniversário do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Essa modalidade de saque, criada este ano pelo governo federal, permite que os trabalhadores retirem, anualmente, parte do dinheiro que têm em suas contas.
O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, informou que quase 1 milhão de pessoas aderiram ao chamado saque-aniversário do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Essa modalidade de saque, criada este ano pelo governo federal, permite que os trabalhadores retirem, anualmente, parte do dinheiro que têm em suas contas.
Segundo o secretário, foram exatamente 999.698 adesões até segunda-feira. Sachsida afirmou ainda que a medida injetará R$ 6 bilhões na economia brasileira no ano que vem. "Algo que nem começou ainda, já criamos mercado de recebíveis de R$ 6 bilhões", afirmou.
De acordo com Sachsida, a liberação do saque-aniversário tem o potencial de movimentar o mercado de crédito em R$ 100 bilhões nos próximos três a quatro anos. Isso porque, com a nova legislação, os cotistas do FGTS poderão usar o saque-aniversário como garantia para obter empréstimos. Em contrapartida a essa modalidade de saque, os trabalhadores terão de abrir mão do direito de sacar todo o saldo em caso de demissão sem justa causa. A retirada ano a ano será permitida a partir de abril do ano que vem, mas os interessados já podem aderir. A migração para o novo modelo começou no dia 1º de outubro e é opcional.
Os dados foram apresentados durante um evento realizado em Brasília, que debateu sobre os rumos da economia brasileira em 2020.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia