Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Gastronomia

Edição impressa de 18/11/2019. Alterada em 17/11 às 21h58min

Encontro da Abrasel aborda carne do futuro

Maria Fernanda aponta a busca de produtos locais como um dos desafios do setor

Maria Fernanda aponta a busca de produtos locais como um dos desafios do setor


LUIZA PRADO/JC
Patrícia Comunello
Da carne do futuro ao destino de resíduos nos estabelecimentos de alimentação fora de casa. A mesa de opções estará bem farta entre esta terça-feira (19) e quinta-feira (21) durante o 34º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que vai ocorrer em Porto Alegre. A expectativa da Abrasel-RS, organizadora da jornada de palestras, mostras e cozinha show - com direito a degustações - é que mais de 1,5 mil pessoas acompanhem os três dias da programação no campus da Unisinos, na Capital.
Da carne do futuro ao destino de resíduos nos estabelecimentos de alimentação fora de casa. A mesa de opções estará bem farta entre esta terça-feira (19) e quinta-feira (21) durante o 34º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que vai ocorrer em Porto Alegre. A expectativa da Abrasel-RS, organizadora da jornada de palestras, mostras e cozinha show - com direito a degustações - é que mais de 1,5 mil pessoas acompanhem os três dias da programação no campus da Unisinos, na Capital.
O foco da edição deste fim de ano é justamente o que vem surgindo em tecnologias e novas opções de ingredientes, principalmente na substituição da proteína tradicional da carne. No ano, são realizados dois encontros m diversas regiões. O Futuro dos Alimentos e Bebidas será destaque de um seminário especial em parceria com o Sebrae, além do 1º Congresso Internacional de Alimentos e Bebidas, coordenado pelo Cias Innovation, grupo italiano especializado em pesquisa e análise sensorial.
O público em geral pode acompanhar, buscando temas de interesse, pagando por palestra. No www.encontroabrasel.com.br, é possível conferir o que vai rolar. A presidente da associação gaúcha, Maria Fernanda Tartoni, aposta que as rodadas que vão tratar sobre as novas proteínas serão bastante esclarecedoras e devem atrair muitos participantes. "Há ainda certa polêmica nesta área. Temos hambúrguer vegetal que usa o suco da beterraba para simular o sangue e temos a carne do futuro, que parece carne, tem sabor e textura, mas usa outras bases de como grão de bico e até jaca, como o que está se usando no Centro do País", comenta Maria Fernanda.
Além disso, o encontro abordará tópicos como o uso de insetos, já em aplicações no exterior e que ganharam espaço em feiras como a da Sial, em Paris, em 2018, e da Anuga, na Alemanha, este ano. "No Brasil, temos de vencer ainda o preconceito", admite a dirigente. No Rio Grande do Sul, um grupo de pesquisadores da Unisinos está olhando para este tipo de proteína e deve estar no evento para apresentar informações.
Para falar de tendências e negócios, um elenco de chefs e donos de restaurantes foi convocado. Marcos Livi, com casas que exploram culinária do Sul em unidades em São Paulo e em São Francisco de Paula, falará do alimento do futuro. O chef Vico Crocco deve trazer sua expertise com laboratório de criações gastronômicas. Uma das finalistas do The Taste Brasil, do canal GNT, Arika Messa está na agenda.
Maria Fernanda cita que os painéis trarão esclarecimentos para orientar quem atua no setor sobre destinação do vidro, embalagem que é muito usada e um dos temas que entram na pauta do tratamento de resíduos. Alimentação saudável virá em diferentes painéis, com abordagens desde o uso de produtos locais, que tem programas regionais em parceria com o Sebrae-RS, e a questão dos orgânicos. "Produtos locais são tendência, pois mexem com a economia local e gera atratividade de público e qualidade. Mas deve ter um crescimento gradativo, pois precisamos trabalhar muito o produtor local", condiciona Maria Fernanda.
A gestão dos negócios e a necessidade de os empresários do setor terem bons planejamentos e controle de custos e qualidade estarão presentes em diferentes agendas, destaca Maria Fernanda. "Acabou aquela ideia de ganhar muito dinheiro tendo restaurante ou que saber cozinhar já é garantia para abrir um negócio e dar certo. Tem de fazer plano de negócio e planejamento, que hoje não á mais de longo prazo, é para seis meses", adverte a presidente da Abrasel-RS.
O que: 34º Encontro Nacional da Abrasel
Quando: 19 a 21 de novembro no campus da Unisnos, em Porto Alegre
Valor: inscrições de R$ 50,00 a R$ 100,00, dependendo do perfil (estudantes ou profissionais e público em geral)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia