Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 31 de outubro de 2019.
Dia das Bruxas.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

PESQUISA

Edição impressa de 31/10/2019. Alterada em 31/10 às 03h00min

Confiança de serviços cai 0,4 ponto em outubro ante setembro, revela FGV

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) caiu 0,4 ponto na passagem de setembro para outubro, para 93,6 pontos, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o índice teve alta de 0,1 ponto.
O Índice de Confiança de Serviços (ICS) caiu 0,4 ponto na passagem de setembro para outubro, para 93,6 pontos, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o índice teve alta de 0,1 ponto.
"A ligeira queda da confiança de serviços em outubro decorre de movimentos em sentidos opostos de seus dois componentes. A percepção do setor em relação ao momento atual segue em trajetória positiva, alcançando o melhor resultado desde junho de 2014. Já o Índice de Expectativas recuou no mês para o menor nível desde maio passado. Essa combinação de resultados sugere continuidade do cenário de recuperação gradual do setor sem perspectivas de uma aceleração expressiva nos próximos meses", avaliou Rodolpho Tobler, economista do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV).
Em outubro, houve piora na confiança em oito das 13 principais atividades pesquisadas. O Índice de Situação Atual (ISA-S) subiu 2,8 pontos, para 92,7 pontos. A avaliação sobre o volume de demanda atual teve alta de 3,2 pontos no mês, para 93,2 pontos, o maior nível dos últimos cinco anos.
Já o Índice de Expectativas (IE-S) recuou 3,6 pontos em outubro, para 94,6 pontos. O componente de demanda prevista nos três meses seguintes teve queda de 4,5 pontos no mês.
O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor de serviços avançou 1,3 ponto percentual neste mês em relação a setembro, para 82%. A coleta de dados para a edição de outubro da Sondagem de Serviços foi realizada entre os dias 1 e 25 do mês.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia