Porto Alegre, sexta-feira, 24 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 24 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Política Monetária

- Publicada em 03h18min, 30/10/2019. Atualizada em 03h00min, 30/10/2019.

BC autônomo consegue ter juros menores, diz Kanczuk

Fábio Kanczuk foi indicado para a diretoria de Política Econômica

Fábio Kanczuk foi indicado para a diretoria de Política Econômica


/GERALDO MAGELA/AGÊNCIA SENADO/JC
O economista Fábio Kanczuk, indicado para a diretoria de Política Econômica do Banco Central (BC), afirmou, ontem, que a autonomia da instituição é um "ganho importante". "BCs autônomos conseguem ter juros menores", afirmou, durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Nesta terça-feira, o nome de Kanczuk foi aprovado pela CAE para o cargo na diretoria do BC. A indicação ainda precisará passar pelo plenário do Senado.
O economista Fábio Kanczuk, indicado para a diretoria de Política Econômica do Banco Central (BC), afirmou, ontem, que a autonomia da instituição é um "ganho importante". "BCs autônomos conseguem ter juros menores", afirmou, durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Nesta terça-feira, o nome de Kanczuk foi aprovado pela CAE para o cargo na diretoria do BC. A indicação ainda precisará passar pelo plenário do Senado.
Bandeira antiga do Banco Central, a autonomia é umas das prioridades legislativas da autarquia para este ano no Congresso. Um projeto de autonomia, que conta com o patrocínio do governo, já tramita atualmente na Câmara dos Deputados.
Questionado por senadores sobre sua visão a respeito da economia brasileira, Kanczuk avaliou que ela "parece estar aos poucos se recuperando".
 
Comentários CORRIGIR TEXTO