Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Sistema Financeiro

- Publicada em 21h11min, 28/10/2019. Atualizada em 21h10min, 28/10/2019.

Feirão em Porto Alegre facilita renegociação de dívidas

Ação ocorre até o dia 8 de novembro no largo Glênio Peres, em frente ao Mercado Público

Ação ocorre até o dia 8 de novembro no largo Glênio Peres, em frente ao Mercado Público


MARCO QUINTANA/JC
Carlos Villela
Consumidores com pendências financeiras têm até 8 de novembro para consultar débitos no sistema do Serviço de Proteção ao Crédito e buscar reestruturar suas dívidas no Super Feirão Zero Dívida. Com estrutura aberta ao público montada no largo Glênio Peres, a ação foi montada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (POA), em parceria com empresas, bancos e instituições de ensino.
Consumidores com pendências financeiras têm até 8 de novembro para consultar débitos no sistema do Serviço de Proteção ao Crédito e buscar reestruturar suas dívidas no Super Feirão Zero Dívida. Com estrutura aberta ao público montada no largo Glênio Peres, a ação foi montada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (POA), em parceria com empresas, bancos e instituições de ensino.
A expectativa é que a renegociação de dívidas devolva o poder de compra e acesso ao crédito ao público no fim do ano, ainda mais com a proximidade de duas datas importantes para o varejo, a Black Friday e o Natal - este último a data mais importante do comércio. O evento coincide com a proximidade do pagamento do 13º salário e já no período de saque imediato de parte do FGTS de contas ativas.
De acordo com Nilva Bellenzier, vice-presidente da CDL POA, "o FGTS e também a primeira parcela do 13º salário podem ser usados para justamente nós alavancarmos mais vendas. Nós temos em torno de 30,1% de pessoas negativadas em Porto Alegre que poderão voltar a ter consumo no crédito". No Rio Grande do Sul, a inadimplência chega a 30,3%, a maior entre os três estados do Sul.
O interessado deve se dirigir ao ponto de atendimento, fazer o cadastro e retirar um cupom especial para renegociar as dívidas nas empresas. Assim, o cliente vai poder usufruir de condições especiais de pagamento. "A maioria das empresas você faz a renegociação e em 72 horas ela regulariza sua situação, e você passa a ter poder de compra", diz Nilva. "Dispondo do décimo terceiro, do FGTS, regulariza a situação e passa a ter poder de compra novamente".
Outros 50 municípios gaúchos promovem a ação, através de integração entre as entidades varejistas estaduais. Segundo a CDL, expandir o Feirão para o interior foi motivado pelo crescimento da inadimplência em cidades de pequeno e médio portes. Em Porto Alegre, o espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30min até as 19h.
Comentários CORRIGIR TEXTO