Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócios

- Publicada em 03h11min, 17/10/2019. Atualizada em 03h00min, 17/10/2019.

Valor da Produção Agropecuária de 2019 sobe para R$ 606 bilhões

Lavouras gaúchas devem encerrar este ano com faturamento de R$ 35,8 bilhões

Lavouras gaúchas devem encerrar este ano com faturamento de R$ 35,8 bilhões


/JOSÉ SCHAEFER/EMATER/DIVULGAÇÃO/JC
O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) deve atingir R$ 606,2 bilhões este ano, com base nos dados de setembro. A projeção indica um aumento de 1,7% em comparação ao valor alcançado em 2018, que foi de R$ 596,1 bilhões. Conforme a projeção, as lavouras representaram um faturamento bruto de R$ 398 bilhões e a pecuária, R$ 208 bilhões. A pecuária teve crescimento real de 6,4% em relação a 2018, e as lavouras retração de -0,6%.
O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) deve atingir R$ 606,2 bilhões este ano, com base nos dados de setembro. A projeção indica um aumento de 1,7% em comparação ao valor alcançado em 2018, que foi de R$ 596,1 bilhões. Conforme a projeção, as lavouras representaram um faturamento bruto de R$ 398 bilhões e a pecuária, R$ 208 bilhões. A pecuária teve crescimento real de 6,4% em relação a 2018, e as lavouras retração de -0,6%.
No Rio Grande do Sul, a projeção do VBP é de R$ 56,2 bilhões, considerando lavouras e pecuária, montante inferior aos R$ 57,4 bilhões consolidados de 2018. No Estado, o total de lavouras soma R$ 35,8 bilhões e, pecuária, R$ 20,4 bilhões. Entre os principais grãos produzidos no Rio Grande do Sul, se destacam a soja, responsável por R$ 22 bilhões de VBP; arroz, R$ 6,5 bilhões; milho, R$ 3,1 bilhões; e trigo, 1,8 bilhão.
De acordo com a Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, os setores que apresentam aumento real do VBP são algodão ( 18,2%), banana ( 19,5%), batata-inglesa ( 107,4%), feijão ( 58,8%), mamona ( 37,9%), milho ( 23,5%) e tomate ( 13,2%). Outros como o amendoim, laranja e trigo também vêm apresentando crescimento do valor da produção.
Já outros grupos apresentaram retração do faturamento nas projeções deste ano: arroz (-5,5%), café (-27,2%), cana de açúcar (-9,3%), mandioca (-13,2%), soja (-12,1%) e uva (-6,1%). "Estes têm exercido uma dupla pressão sobre o VBP, pois tanto seus preços quanto as quantidades retraíram-se neste ano". O desempenho da pecuária tem sido favorável este ano. "Com exceção do leite, que apresenta redução de valor em relação ao obtido em 2018, os demais apresentam desempenho favorável. Destacam-se os aumentos do VBP de suínos, 9,5%, frango, 12,8% e ovos, 21,4%. Observamos que carne bovina também apresenta neste ano posição superior à do ano passado". Em relação aos dados por região, o Centro-Oeste lidera com VBP estimado de R$ 177,79 bilhões. Em seguida, aparecem Sudeste (R$ 145,4 bilhões), Sul (R$ 141,7 bilhões), Nordeste (R$ 56,9 bilhões) e Norte (R$ 36,9 bilhões).
 

Subvenção ao prêmio do seguro vai a R$ 420 milhões

Com o aumento do limite de movimentação e empenho efetivado para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em outubro, o valor da subvenção ao prêmio do seguro rural passa de R$ 370 milhões para R$ 420 milhões em 2019. A alocação desses recursos nas modalidades de seguros rurais será definida em reunião do Comitê Interministerial do Gestor do Seguro Rural no dia 25 de outubro.
Em março deste ano, houve o contingenciamento de recursos para custear as despesas com o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). O decreto nº 9.741, de 29/03/2019 alterou o decreto nº 9.711, de 15/02/2019, estabeleceu a programação orçamentária e financeira do Poder Executivo para o exercício de 2019 e limitou o orçamento para o PSR, prevendo um bloqueio de R$ 70 milhões, ou seja, o orçamento disponível ficou em R$ 370 milhões para 2019. Porém, em outubro, houve o desbloqueio de R$ 50 milhões para ser aplicado no programa de seguro.
Para Pedro Loyola, diretor do Departamento de Gestão de Riscos da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, o desbloqueio desses recursos indica a priorização do governo nas políticas agrícolas de gestão de riscos. Segundo ele, ainda há busca pelo desbloqueio de R$ 20 milhões, o que contemplaria todo o orçamento de R$ 440 milhões.
"Para o próximo ano, está previsto o recurso de R$ 1 bilhão para o PSR, que depende ainda de aprovação do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2020 que está tramitando no Congresso Nacional", complementa.
 

Ceasa do Estado lança licitação para vender 65 lojas no complexo

A Ceasa - Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul -, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, irá realizar, na próxima segunda-feira uma licitação para a venda de 65 espaços em 12 setores do complexo. Pelo menos uma área é destinada para lancheria, os mais para lojas. Os vencedores serão aqueles que fizerem as maiores ofertas. A documentação será recebida pela Comissão Especial de Licitação no auditório da Ceasa, no dia 21 de outubro, até 10h. A Ceasa fica na avenida Fernando Ferrari, 1.001, no bairro Anchieta, na Zina Norte de Porto Alegre.

Comentários CORRIGIR TEXTO